1 de Outubro de 2014

Serzedo escreve o seu nome na história ao seguir para a 3ª Eliminatória da Taça de Portugal


Local: Estádio Dtr. José Matos (Viana do Castelo)
Hora: 15h
Árbitro: Hélder Lamas (AF Braga)

Vianense: João Pedro, Lomba, Zé Oliveira (Rui Faria 83'), Pedro Coentrão e Dani (Zé Diogo 57'), Tiago Magalhães, Vasco e Vítor Sousa, Tiago Silva, Madureira (Abul 65') e Mimba.
Treinador: Rogério Amorim

Serzedo: César, Pacheco, Cruz, Joel e Joãozinho, Moreira, Viana e Tiago Santos (Barbosa 61'), Bruninho (Luís 19'), João Alves (Braga 74') e Bruno Faria.
Treinador: Pedro Sá

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 0-0
Após prolongamento: 0-0
Grandes Penalidades: 1-3

Festa do Serzedo no relvado do Vianense. Venha o Benfica!

O Serzedo vive, por estes dias, mais um momento histórico nos seus 81 anos de vida. Depois de na época passada ter vencido a Taça Brali, o que lhe proporcionou o direito de participar na Taça de Portugal pela primeira vez na sua história, a equipa conseguiu mais um feito marcante ao conseguir ultrapassar o adversário da 2ª Eliminatória da prova, depois da isenção na primeira, estando assim por direito próprio no sorteio da 3ª Eliminatória, que se realiza esta quinta-feira.
No passado domingo a equipa deslocou-se ao terreno do Vianense e não poderia ter imaginado melhor estreia na Prova Rainha do nosso futebol. Depois de um início de partida equilibrado Joel viu o cartão vermelho e deixou a sua equipa a jogar com 10 desde o primeiro quarto-de-hora. Porém, nem isso amedrontou os jogadores de Pedro Sá, técnico que veio substituir Filipe Ribeiro, que teve assim uma estreia de grande nível. 
Com o passar dos minutos, o Serzedo foi acreditando que poderia vencer ainda dentro do tempo regulamentar e mesmo com 10 jogadores foi criando algumas situações de golo que poderiam ter mudado o rumo dos acontecimentos. Mas a bola acabou por não entrar em nenhuma das balizas e foi necessário recorrer à marca das grandes penalidades, onde o Serzedo foi mais feliz e carimbou a passagem histórica à fase seguinte.
Bruno Faria, avançado dos azuis e brancos, conta como foram as emoções do jogo da Taça: "Fomos a Viana à procura de um resultado positivo e a nossa ideia era disputar o jogo porque nada tinha mos a perder. A partida começou bastante equilibrada, mas fomos nós a primeira equipa a ter uma oportunidade flagrante de golo, pelo Bruninho, e depois disto deu-se logo a expulsão", conta o atacante. Depois da expulsão a equipa não deixou de procurar o golo: "Depois da expulsão baixamos um pouco o bloco e tentamos jogar  no erro do Vianense. O mister ajustou a equipa e tivemos uma capacidade de entre-ajuda fantástica. Tivemos três oportunidades de golo claras, que poderiam ter decidido o jogo nos 90 minutos", analisou.
Para Bruno Faria o Serzedo foi um justo vencedor e salienta o apoio que a equipa teve nas bancadas: "Depois do que demonstramos nos 120 minutos, acho que fomos um justo vencedor, com a sorte a sorrir-nos na lotaria dos penaltis. Uma palavra para o apoio que tivemos do pessoal de Serzedo. Parecia que estava-mos a jogar em casa!", afirmou.
Esta quinta-feira realiza-se o sorteio da 3ª Eliminatória, que contará já com as equipas da Liga Zon/Sagres. Para Bruno Faria seria ideal o Serzedo receber um grande e tem preferência: "Pessoalmente gostava de jogar com um clube grande, e se pudesse ser o Benfica melhor. Resta-nos esperar para ver se a sorte nos volta a sorrir", atirou.
O Serzedo recebe esta noite o Oliveira do Douro, em partida em atraso da quinta jornada da Divisão d'Elite Pro Nacional. Bruno Faria acredita na vitória, apesar do esforço suplementar a que foram sujeitos no domingo: "A equipa está focalizada na vitoria pois temos consciência que estamos uns pontos abaixo daquilo que estava inicialmente delineado. Apesar de todo o respeito que temos pelo Oliveira do Douro, não esperamos outro resultado senão a vitória", concluiu.
A partida realiza-se esta noite, às 20h, no Complexo Desportivo da Rainha em Serzedo.

Estreia de sonho de Hélder Cardoso garante passagem à 3ª Eliminatória


Local: Estádio Municipal Prof. Cerveira Pinto
Hora: 15h
Árbitro: Bruno Mendes (AF Guarda)

Cinfães: Tiago Pinto, Carlitos (Ismael 93'), Fabeta, Pepe e Eduardo, Hugo Soares, Ari e Toste (Ruizinho 46'), Bruno Teixeira, João Beirão (Tiago Cerveira 64') e Jorginho.
Treinador: Arlindo Gomes

Coimbrões: Hélder Cardoso, Tiago (Almeida 80'), Costa, Makukula e Sardinha, Pinheiro, Bruno Brandão e Filipe Cardoso, Pedro Tavares (António 118'), Nuno Pinto e Diogo Mota (Miguel Gomes 73')
Treinador: José Bizarro

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 1-1
Marcadores: Bruno Teixeira (38') para o Cinfães e Filipe Cardoso (52') para o Coimbrões
Após prolongamento: 1-1
Grandes Penalidades: 4-5

Hélder Cardoso, rodeado pelos colegas, foi fundamental na passagem do Coimbrões à próxima eliminatória
O Coimbrões segue em frente na Taça de Portugal. A equipa gaiense deslocou-se no passado domingo ao terreno do Cinfães para disputar a partida referente à segunda eliminatória da prova. 
Depois da goleada sofrida perante o Salgueiros 08 no campeonato, que causou a primeira derrota dos homens de José Bizarro, a reacção não se fez esperar. Perante um adversário que já haviam vencido na primeira jornada do CNS, os verde-e-pretos sentiram algumas dificuldades para contrariar o ímpeto cinfanense na primeira parte. Aos 38' Bruno Teixeira marca mesmo para o Cinfães, resultado que poderia ter sido dilatado logo a seguir não fosse a tarde inspirada de Hélder Cardoso, que defendeu uma grande penalidade apontada por João Beirão, numa antevisão do que viria a seguir.
Na segunda parte o Coimbrões entrou decidido a mudar o rumo dos acontecimentos e logo aos 52' Filipe Cardoso empatou. Até ao final dos 90' não houve alterações no marcador, o mesmo verificando-se no prolongamento, o que levou a partida para a loteria dos penaltis onde Hélder Cardoso brilhou em grande estilo, defendendo quatro grandes penalidades que permitiram aos coimbroenses fazer a festa e seguir em frente na competição.
Hélder Cardoso explicou ao 'A Bola é Redonda' como foi esta partida: "Foi um jogo difícil, em casa de uma das equipas mais fortes da nossa série, mas queríamos demonstrar que o último resultado para o campeonato tinha sido apenas um dia mau. O Cinfães entrou mais forte mas aos poucos a equipa foi ganhando confiança e fomos criando algumas ocasiões de golo", disse o guardião que fez a sua estreia neste jogo. Com a partida resolvida nas grandes penalidades, Hélder afirma que ficaram contentes por poder corresponder aos adeptos que se deslocaram a Cinfães: "Os penaltis são uma lotaria e felizmente fomos mais felizes. Pudemos dar esta alegria aos nossos adeptos", disse.
Relativamente à sua estreia com a camisola do Coimbrões, Hélder Cardoso refere que até entrou nervoso na partida, mas com o decorrer da mesma serenou: "Sinto que foi positiva e fico feliz por ter contribuído para a vitória neste jogo muito difícil. Estava um pouco ansioso por fazer a minha estreia e entrei um pouco nervoso mas com o decorrer do jogo, fui tranquilizando e felizmente acabei por ter uma tarde muito feliz". E que tarde, visto que ao todo Hélder Cardoso defendeu cinco grandes penalidades e ainda teve tempo de apontar uma, mas que Tiago Pinto defendeu.
O Coimbrões segue em frente para a 3ª Eliminatória e o sorteio é já esta quinta-feira, às 12h, na sede da Federação Portuguesa de Futebol e conta já com as equipas da Liga Zon/Sagres. Hélder Cardoso gostava que o Coimbrões visita-se um grande e não tem preferência: "Sinceramente era o realizar de um sonho ir jogar a casa de um dos três grandes. Qualquer um dos três seria perfeito", concluiu o guarda-redes que chegou no início da época, proveniente do Grijó.
O Coimbrões ficará então a saber quem irá defrontar na fase seguinte da prova esta quinta-feira. No domingo recebe o Sobrado, em partida da quinta jornada do Campeonato Nacional de Seniores.

Penaltis decidem dérbi entre o Vila Fc e o Dragões Sandinenses


Local: Parque Soares dos Reis
Hora: 16h
Árbitro: Fernando Montenegro

Vila Fc: Colaço, Miguel, Teixeira, Nando e Rodrigo, Gustavo (Correia 75'), Tiago (Ruizinho Int) e Seco, Josué (João Pedro75'), Nico e Miguel Neves (Joel 82').
Treinador: Carlos Lima

Dragões Sandinenses: Xavier, Preto, Rogério, Pedro e Oliveira, Miguel (Pedro Gabriel 85'), Hélder (Carlos Almeida 85') e João, Avelino (zé Almeida 80'), Veiga (Zezinho 80') e Vitinha (Gomes 80').
Treinador: José Almeida

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 1-1

Marcadores: Ruizinho (80' de g.p.) para o Vila Fc e Zezinho (91' de g.p.) para o Dragões Sandinenses

Apesar das opiniões contrárias dos técnicos das duas equipas, o resultado final foi um empate a um golo
Foto: Paulo Preda
Vila Fc e Dragões Sandinenses empataram a um golo no passado domingo no dérbi da quarta jornada da Divisão de Honra da AF Porto.
As equipas apresentaram-se de forma diferente em campo, com os homens da casa a assumir o jogo, enquanto o Dragões Sandinenses, mais expectante, tentou jogar em contra-ataque. Ao intervalo o nulo registado evidenciava as dificuldades que as duas equipas estavam a ter para conseguir ultrapassar a defesa contrária.
No segundo tempo a toada manteve-se, com os golos a chegarem apenas nos dez minutos finais e através da marcação de grandes penalidades. Primeiro coube ao Vila Fc adiantar-se no marcador, por intermédio de Ruizinho, a bater uma grande penalidade por falta sobre Nico. Já perto dos descontos foi a vez de Zezinho repor a igualdade da marca do castigo máximo, castigando uma mão na área do defesa rubro-negro. 
Carlos Lima, treinador do Vila Fc, reclama a injustiça do resultado visto que na opinião do técnico, o melhor em campo foi o guarda-redes Xavier: "Foi m jogo de sentido único, onde o melhor em campo foi o guarda-redes do Dragões Sandinenses. O meu guarda-redes só tocou na bola para a ir buscar dentro da baliza, no penalti do Dragões Sandinenses aos 92 minutos", disse o técnico que lamentou ainda o facto de a sua equipa não ter marcado mais golos: "Fizemos um grande jogo mas há dias em que a bola não entra", concluiu.
Já do lado do Dragões Sandinenses, José Almeida não alinha na opinião do técnico vilanovense e refere um jogo equilibrado e um resultado justo: "Foi um jogo equilibrado. Notou-se um grande equilíbrio ao longo de toda a partida, com poucas ocasiões de golo. O resultado acaba por ser justo e até aqui se nota o equilíbrio, pois houve um penalti para cada lado", afirmou.
Com este resultado o Vila Fc ocupa a sétima posição da tabela classificativa, com seis pontos somados. Já o Dragões Sandinenses caiu para o 12º posto, com cinco. No próximo domingo o Vila Fc desloca-se ao terreno do Alpendorada enquanto o Dragões Sandinenses recebe o Canidelo.

30 de Setembro de 2014

Eficácia avintense deu em goleada no dérbi


Local: Complexo Desportivo de Avintes
Hora: 16h
Árbitro: Filipe Reis

Avintes: Cláudio Aires (Rúben 46'), Filipe, Cláudio, Rochinha e Tiago Silva (João Baldaia 81'), António, Fonseca e Nuno Rocha (Oleh 80'), Bruno Vasconcelos, Telmo Sousa e Vinagre (Tiago Costa 60').
Treinador: Eduardo Moreira

Leverense: Gamito, Suker, Leandro, Fernando e Diogo, Miguel (Roger 62'), Barbosa e José Pedro, Pedro Miguel, Adriano e Cardoso (João Pinho 70').
Treinador: Eduardo Paixão

Resultado ao intervalo: 2-0
Resultado final: 4-0

Marcadores: Nuno Rocha (9'), Bruno Vasconcelos (39') e Oleh (85' e 88')

O dérbi entre o Avintes e o Leverense foi intenso, mas os avintenses levaram a melhor
O Avintes começou da melhor forma o campeonato da 1ª Distrital, ao receber e golear o Leverense por quatro bolas a zero. Numa partida típica de início de época, o Avintes mostrou-se mais eficaz que o adversário e aproveitou da melhor forma os erros cometidos pela defesa do Leverense para construir o resultado mais expressivo da primeira jornada. Oleh acabou por ser a estrela da companhia ao apontar dois golos, com a particularidade de ter entrado para o lugar de Nuno Rocha aos 80' e ter marcado aos 85' e 88'.
Eduardo Moreira, treinador do Avintes, refere que o segredo da vitória esteve na eficácia da sua equipa: "Penso que a diferença neste jogo foi a finalização. Não tivemos muitas oportunidades de golo, mas fomos eficazes nas que criamos", afirmou o treinador, que analisou o jogo de seguida: "Não entramos bem, estivemos um pouco ansiosos e nervosos na primeira parte, fruto da responsabilidade de jogar em casa, perante os nossos adeptos, que apareceram em peso para apoiar a equipa. Neste período acabamos por marcar dois golos em duas oportunidades criadas, mas o Leverense esteve melhor e dominou. Já na segunda parte fomos melhores, apesar da expulsão do nosso jogador. Fomos mais autoritários e mais fortes e criamos mais duas ocasiões de golo, que concretizamos. Estou satisfeito com os meus jogadores", concluiu o técnico.
Já do lado do Leverense, Eduardo Paixão afirma que a sua equipa apenas cometeu quatro erros e... sofreu quatro golos: "Tenho pena dos meus jogadores. Fomos melhores, jogamos melhor futebol. Apenas cometemos quatro erros que nos saíram caro", começou por analisar o técnico que nunca perdeu a esperança em virar o resultado: "Praticamos um bom futebol. Sempre pensei que conseguiríamos dar a volta ao marcador, mas não aconteceu. O Avintes jogou um futebol mais directo, muito pontapé para a frente a acabou por aproveitar os nossos erros", concluiu o técnico.
Na próxima jornada o Avintes defronta o São Vítor no sábado, enquanto o Leverense recebe o São Félix, equipa que também vem de uma derrota pesada nesta primeira ronda.

Pedroso deu boa réplica mas acabou derrotado


Local: Complexo Desportivo de Leça do Balio
Hora: 16h
Árbitro: Ana Afonso

Leça do Balio: Mota, Cardigos, Hélder Silva, Hugo Soares e Carlitos, Álvaro Fernando (Cardoso 82'), Shev (Ivo 46') e Hugo, Machado (Edu 65'), Diogo e Quaresma.
Treinador: Mário Heitor

Pedroso: Francisco, Cláudio, André Oliveira, Alves e Hugo, Ricardo (Pinto 78'), Paulo Alexandre e Pereira, Alex (Ribeiro 78'), Santos e Pedro Martins.
Treinador: Manuel António

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 1-0

Marcador: Ivo (78')

Manuel António estreou-se no comando técnico do Pedroso com uma derrota, na deslocação da equipa ao Complexo Desportivo de Leça do Balio, em partida da primeira jornada da Série 1 do Campeonato da 1ª Divisão Distrital.
Os gaienses defrontaram o Leça do Balio e acabaram por perder por uma bola a zero, com o golo dos balienses a ser apontado apenas na segunda metade da partida, no último quarto de hora, por intermédio de Ivo, jogador que havia entrado para o lugar de Shev ao intervalo.
Apesar da derrota, Manuel António estava satisfeito com o trabalho desenvolvido pela sua equipa, uma vez que esta deu uma boa réplica ao adversário: "Penso que o único que correu mal foi mesmo o resultado. A equipa deu uma boa resposta frente ao Leça do Balio, tendo em conta que tivemos uma pré-época algo atribulada, devido à colocação do sintético no nosso complexo. Penso que a equipa não merecia sair de Leça do Balio com este resultado negativo", disse o treinador.
Do lado dos balienses, Mário Heitor, treinador que já passou pelo Oliveira do Douro, reconheceu a boa resposta do adversário mas acredita que a vitória da sua equipa é justa: "Este foi um jogo bastante difícil contra uma equipa aguerrida e que demonstrou períodos de bom futebol. Creio que a nossa vitória foi inteiramente justa porque, apesar da qualidade do adversário e de ser o nosso jogo de estreia nesta divisão, conseguimos ser dominadores e criámos as melhores oportunidades em todo o jogo" disse, deixando um alerta: "Este jogo foi indicativo das dificuldades e do equilíbrio existente entre as equipas desta divisão", concluiu.
O Pedroso joga no próximo domingo em casa emprestada, frente ao Perosinho. A partida realiza-se no Centro de Treinos Olival/Crestuma e tem início marcado para as 15h. Já o Leça do Balio joga no mesmo dia e no mesmo estádio, mas às 17h, com o Crestuma.

Crestuma 'amarrado' pelo Mocidade Sangemil


Local: Complexo Desportivo de São Pedro de Fins (Maia)
Hora: 16h
Árbitro: João Mário Nogueira

Mocidade Sangemil: Schurman, Joãozinho, Dias, Cafú e Renato, Bruno Silva, Hélder Freitas (China 57') e Fernandes, Tozé (Tiago Melo 57'), Pedro Emanuel (Márcio Ferreira 57') e Márcio Dias.
Treinador: Hugo Pacheco

Crestuma: Paulo Rocha, Samuel, João Pinto, Lola e Teixeira, Bruninho, Lázaro (Eduardo 74') e Sérgio, Ricardo (Jorge 37'), Pedro e Barros (Diogo 57').
Treinador: Vítor Moreira

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 0-0

O Crestuma empatou na abertura da Série 1 do Campeonato da 1ª Distrital. A formação de Vítor Moreira deslocou-se ao terreno do Mocidade Sangemil, mas encontrou uma equipa aguerrida e que defendeu com unhas e dentes um bom resultado. Os gaienses não conseguiram sair desta teia de pressão imposta pelos homens da casa e apenas conseguiram somar um ponto nesta estreia na prova.
Vítor Moreira, técnico do Crestuma, explica as dificuldades que a sua equipa sentiu nesta partida: "Foi um jogo difícil como já estávamos à espera. É uma equipa experiente, muito forte fisicamente. O seu modelo de jogo assenta em lançamentos longos e agressividade no limite na altura de recuperar a bola. Se mantiver esta atitude competitiva será um adversário complicado para qualquer equipa, principalmente quando jogar no seu reduto como foi o caso" explicou, referindo que a sua equipa não conseguiu libertar-se das marcações apertadas a que esteve sujeita: "Não fomos capazes de nos libertar da marcação cerrada do adversário e não foi possível colocar em prática a nossa forma habitual de jogo. No entanto, se em termos de qualidade podíamos e devíamos ter feitos, já em termos de competitividade a equipa foi enorme e soube adaptar-se às circunstâncias do jogo. Este facto é muito importante neste campeonato", concluiu o treinador.
O Crestuma volta a entrar em campo no próximo domingo, às 17h30, para receber o Leça do Balio.

Valadares soma terceira derrota consecutiva


Local: Estádio do Azevido (Rebordosa)
Hora: 16h
Árbitro: Fábio Melo

Rebordosa: Vasco Viana, Rui Alves, Baptista, Quim e Paulo Monteiro, Filipe Carvalho, Pinto e Serginho, Bock (Edu 66'), Brandão e Rui Miguel (Oliveira 73').
Treinador: Tonanha

Valadares: Hélder Costa, Rui Jorge, Nuno Miguel, Vítor Lobo (Rogério 86') e Valente, Paulinho, Zé d'Angola (Vitinha 46') e Johny, Paulo Campos, Bruninho (Ricardo 69') e Fabinho.
Treinador: Paulo Alexandre

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 1-0

Marcador: Filipe Carvalho (28')

O Valadares somou no passado domingo a terceira derrota consecutiva na Divisão d'Elite Pro Nacional. 
A equipa de Paulo Alexandre deslocou-se ao terreno do Rebordosa e não conseguiu contrariar a maior acutilância ofensiva dos homens da casa. 
O golo da vitória do Rebordosa foi marcado por Filipe Carvalho, ainda na primeira parte.
Paulo Alexandre disse, na analise a este jogo, que faltou mais agressividade à sua equipa: "Faltou, acima de tudo, sermos mais agressivos e marcar mais um golo do que o adversário. Os meus atletas têm sido profissionais e, apesar destas derrotas, sei que tudo têm feito para sairmos com outro resultado", referiu.
Com este resultado, o Valadares caiu para a 13ª posição com seis pontos, fruto de duas vitórias nas duas primeiras jornadas. Porém, Paulo Alexandre não está preocupado com este cíclo menos positivo e acredita na viragem: "Não tem falhado nada, apenas por uma ou outra razão não temos conseguido os nossos objetivos. São ciclos que se mudam com trabalho, tal como ganhamos os primeiros quatro jogos da temporada", afirmou.
No próximo domingo o Valadares recebe o Gens, equipa que tem tido o mesmo percurso dos gaienses nos campeonatos distritais da AF Porto.

Grijó não evita pleno do líder


Local: Complexo Desportivo de São Martinho (Santo Tirso)
Hora: 16h
Árbitro: Valter Gouveia

São Martinho: Mata, Rufino, Costa, Bruno Santos e Macieira, Ratinho, Cascavel e Mica (Dani 70'), Ricardinho, Carlitos (Paulo Gomes 70') e Matos (Cheta 85').
Treinador: António Gaiteiro

Grijó: Diogo, César, Cuca, Flávio e Artur (Nini 53'), Pedro Ferreira, João Magalhães (Alex 53') e Jair, Paulo Lopes, Pinto e Igor (Vando 53').
Treinador: Nuno Costa

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 1-0

Marcador: Ricardinho (51')

O Grijó deslocou-se a Santo Tirso no passado domingo para defrontar o São Martinho, líder da Divisão d'Elite Pro Nacional. A equipa grijoense não conseguiu travar a formação orientada por António Gaiteiro, que com a vitória por uma bola a zero sobre os gaienses, somou o quinto triunfo em outros tantos jogos já disputados e mantém o pleno de vitórias e a liderança isolada na classificação.
O golo da vitória dos tirseses foi apontado por Ricardinho, extremo que já actuou em Gaia, nomeadamente no Serzedo e Oliveira do Douro, decorridos que estavam 51' de jogo. O Grijó tentou de todas as formas contrariar o rumo dos acontecimentos, mas acabou por não conseguir trazer pontos no regresso a casa.
Nuno Costa, técnico dos gaienses, abordou a partida referindo que apenas o resultado é a parte negativa deste jogo: "Essencialmente correu mal o resultado. A equipa esteve coesa, defendeu bem até sofrermos o golo numa falha nossa, e onde também temos de dar mérito ao adversário que tem uma excelente equipa. Em termos ofensivos devíamos ter sido mais agressivos, que é um aspeto a melhorar no futuro", referiu o técnico.
O Grijó somou a segunda derrota no campeonato e ocupa a oitava posição, com sete pontos conquistados.
No próximo domingo os grijoenses recebem o Valonguense.

Filipe Ribeiro - "O balanço é bastante positivo"

Filipe Ribeiro faz um balanço positivo da sua passagem pelo Serzedo
 
Filipe Ribeiro, técnico que deixou recentemente o comando do Serzedo para integrar a equipa de Rui Quinta no Penafiel, falou em exclusivo ao A Bola é Redonda sobre a sua passagem pelos gaienses.
Em jeito de balanço, Filipe Ribeiro ficou satisfeito com a sua passagem pelo emblema gaiense: "O balanço é muito positivo. Conseguimos com um grupo de jogadores, muitos deles jogaram juntos pela primeira vez, criar uma equipa com uma identidade e competitiva. Andamos sempre nos primeiros lugares da tabela e somente nas últimas jornadas não conseguimos manter a regularidade", referiu o técnico aludindo à época de estreia do Serzedo na Divisão d'Elite Pro Nacional.
Vitória na Taça de Portugal também
se deve ao ex-técnico
Mas para além disso, o técnico conseguiu levar a equipa à vitória na Taça Brali, o que proporcionou a hipótese ao Serzedo de disputar a Taça de Portugal esta temporada. Filipe Ribeiro afirma que foi uma conquista bastante difícil e reitera o balanço positivo: "Conquistamos a primeira edição da taça Brali, que permitiu ao clube participar pela primeira vez na sua história na Taça de Portugal. Foi uma conquista difícil, mas merecida. Por isso só posso achar que o balanço foi muito positivo", refere. O Serzedo disputou no passado domingo o jogo da 2ª Eliminatória da Taça frente ao Vianense, equipa do Campeonato Nacional de Seniores, e escreveu mais uma página histórica na vida do clube ao eliminar os vianenses, seguindo em frente na competição.
Filipe Ribeiro já esteve
no Penafiel em 2008/09
O treinador abraçou um novo projecto, integrando a equipa técnica de Rui Quinta no Penafiel da Liga Zon/Sagres, onde irá desempenhar as funções de treinador-adjunto, algo que de resto, já havia feito com este treinador, regressando assim a uma casa que bem conhece. A estreia foi há duas semanas, na recepção ao Vit. Setúbal e os penafidelenses venceram os setubalenses por duas bolas a zero. Pelo meio, a equipa já disputou o jogo da primeira mão da 2ª Fase da Taça da Liga, frente ao Sp. Covilhã, onde perdeu por 3-1 e no passado domingo visitou o Moreirense, empatando sem golos. O técnico sabe das dificuldades que esperam o Penafiel nesta competição, mas acredita no sucesso, destacando a vitória sobre o Vit. Setúbal, a primeira para o campeonato: "Foi muito bom e importante entrar a ganhar. As expectativas são positivas. Temos consciência que teremos muito trabalho pela frente, mas acreditamos que podemos criar uma equipa competitiva e a lutar pelos objectivos pretendidos", disse. No Penafiel, Filipe Ribeiro irá encontrar Bruninho e Vítor Bruno, dois jogadores que já representaram clubes gaienses, tendo jogado juntos na época 2009/2010 no Candal.

Vitória do Serzedo na Taça Brali foi o maior feito de Filipe Ribeiro como treinador dos gaienses

Filipe Ribeiro está focado agora neste novo desafio e não pensa, embora não ponha de parte, num regresso ao Serzedo, deixando porém, vários elogios: "Nesta altura não penso nisso. Deixei um clube que me diz muito e com pessoas com quem vou ficar com uma ligação para sempre, mas no futebol não sabemos bem o dia de amanhã. Agora é concentrar-me neste desafio, com toda a determinação, e depois vemos o que o futuro nos reserva", afirmou, referindo também que não pensa ainda em apostar mais a fundo numa carreira como técnico principal: "Já estive nos dois papéis e agora voltei à função de adjunto, com alguém com quem já trabalhei muitos anos e a quem devo tudo no futebol. Como disse anteriormente, não sabemos o dia de amanhã. Para já vou estar nesta posição com a mesma determinação e entusiasmo que sempre estive. Não penso no que poderá vir a acontecer no futuro", concluiu o técnico.
O Penafiel recebe o Sporting no próximo sábado, às 20h15, com transmissão em directo na Sport Tv.

Classificações - Divisão d'Elite Pro Nacional


Com cinco jornadas já disputadas o São Martinho lidera a classificação da Divisão d'Elite Pro Nacional, com o pleno de vitórias nas partidas disputadas. Este domingo os homens de António Gaiteiro receberam o Grijó e venceram por uma bola a zero, com o golo a ser marcado por Ricardinho. A equipa de Santo Tirso afigura-se assim como uma das candidatas à subida, estatuto que já havia tido em épocas anteriores mas sem o confirmar.
O Valadares voltou a perder somando assim a terceira derrota consecutiva. Nunca antes Paulo Alexandre havia perdido três jogos seguidos, mas o Rebordosa acabou por estabelecer essa marca no passado domingo, ao receber e derrotar os gaiense por uma bola a zero. Como consequência desse resultado o Valadares caiu para a 13ª posição, com seis pontos, fruto de duas vitórias nas duas primeiras jornadas.
O Candal regressou às derrotas na visita ao Rio Tinto. A equipa de Ricardo Tavares ainda se adiantou no marcador, mas permitiu depois a reviravolta do adversário, somando assim o quarto desaire em cinco partidas.
O dérbi entre o Serzedo e o Oliveira do Douro está marcado para a próxima quarta-feira, às 20h, uma vez que o Serzedo disputou no passado domingo a 2ª Eliminatória da Taça de Portugal, onde alcançou mais um feito histórico ao derrotar o Vianense na marcação de grandes penalidades, alcançando assim a 3ª Eliminatória da competição.



Classificações - Divisão de Honra


O Pedrouços manteve a invencibilidade na 4ª jornada da Divisão de Honra da AF Porto. A equipa maiata deslocou-se a Baião e trouxe uma igualdade a zero, continuando a ser a única equipa sem sofrer golos neste escalão e liderando isolada a tabela classificativa.
O dérbi gaiense entre o Vila Fc e o Dragões Sandinenses também deu empate, mas a uma bola, deixando o Vila Fc na oitava posição com seis pontos e os homens de Sandim mais abaixo, na 12ª posição com cinco.
O Canidelo foi surpreendido em casa pelo Custóias, que somou o primeiro triunfo ao cabo de quatro jogos, e perdeu a hipótese de ascender ao segundo lugar, já que Alfenense e Maia Lidador perderam os seus jogos. 
Destaque também para o Infesta, que a par do Custóias somou os primeiros três pontos no campeonato e para o Lavrense, pela negativa, já que somou este fim-de-semana a quarta derrota seguida e segue sem pontos no último lugar.



Classificações - 1ª Distrital Série 1


Tarde de dérbis gaienses no arranque da Série 1 da 1ª Distrital no passado domingo. Com nove equipas, o Concelho de Gaia domina esta série e garante bastante emoção em todas as jornadas. 
O Avintes goleou o Leverense por 4-0 e assumiu a liderança da classificação, seguido do Gulpilhares que venceu por 1-4 no terreno do São Félix. O Canelas 2010 também entrou com o pé direito no campeonato ao receber e vencer o Senhora da Hora por 3-1. O Arcozelo também venceu, mas por duas bolas a zero o Castêlo da Maia, enquanto o Perosinho também se estreou com uma vitória, ao receber e derrotar o estreante São Vítor por 2-1.
Pior sorte teve o Pedroso, que se deslocou ao terreno do Leça do Balio e acabou derrotado por uma bola a zero. O Crestuma não foi além de um empate sem golos na visita ao terreno do recém promovido Mocidade Sangemil. 
No próximo domingo as emoções continuam garantidas, com o São Félix a visitar o Leverense e o Gulpilhares a receber o Canelas 2010. 



Classificações - 2ª Distrital Série 1


Começou também no passado domingo o campeonato da 2ª Divisão Distrital. Este ano a principal novidade prende-se com o número de equipas que constituem as duas séries: 36 no total, divididas em duas séries de 18 clubes. Há algum tempo que não existiam tantos clubes a disputar este escalão, saudando-se os regressos de alguns clubes, casos do Leões Seroa, Roriz ou Pasteleira.
No que diz respeito aos jogos, o Torrão entrou com o pé direito na prova, ao receber e derrotar o São Romão por uma bola a zero. Nos restantes jogos destaque para a vitória do M. Gomes Costa sobre o Toda-a-Prova, um clube novo, assumindo assim a liderança desta Série 1.



23 de Setembro de 2014

Classificações - Campeonato Nacional de Seniores - Série C


O Salgueiros 08 é o novo líder da Série C do Campeonato Nacional de Seniores. A equipa salgueirista recebeu e goleou o Coimbrões por 4-0, impondo assim a primeira derrota aos gaienses, que vinham de três vitórias seguidas. 
Ainda assim, a equipa de José Bizarro beneficiou do empate a um golo no jogo entre o Sobrado e o Gondomar, para manter o segundo lugar na classificação geral.
O campeonato pára este fim-de-semana, dando lugar à segunda eliminatória da Taça de Portugal, onde o Coimbrões visita o Cinfães, formação que os gaienses derrotaram na primeira jornada, no Silva Matos, por 3-2. O Campeonato regressa apenas a 5 de Outubro, com o Coimbrões a receber o Sobrado.



Classificações - Divisão d'Elite Pro Nacional


O São Martinho lidera isolado a Divisão d'Elite Pro Nacional. Os homens de António Gaiteiro não têm dado hipóteses aos adversários e desta feita venceram o Leça por duas bolas a zero somando a quarta vitória em outros tantos jogos no campeonato. 
Com a goleada imposta ao São Pedro da Cova, o Oliveira do Douro ascendeu ao segundo lugar da tabela classificativa. A equipa de Alexandre Ribeiro venceu os gondomarenses por 5-0 e a diferença de golos coloca-os no segundo lugar, embora em igualdade pontual com o Rio Tinto e o Vila Meã. Este jogo foi o último de César Pinho como treinador dos mineiros. No dérbi entre Grijó e Serzedo a vitória sorriu aos grijoenses, que venceram por uma bola a zero e já estão na quinta posição, contrastando com o 15º lugar dos serzedenses, que já perderam por três ocasiões em quatro jornadas.
O Candal somou o primeiro triunfo do campeonato e saiu da zona de despromoção, embora em igualdade pontual com o Aliados de Lordelo. A equipa gaienses recebeu e derrotou o Aliança Gandra por uma bola a zero, com Monteiro a ser o herói dos candalenses, pois foi dele o golo que valeu três pontos.
No próximo domingo o Grijó desloca-se ao terreno do São Martinho, onde tentará desfeitear o líder invicto da classificação e o Candal joga em Rio Tinto. O dérbi entre o Serzedo e o Oliveira do Douro foi adiado para dia 1 de Outubro, em virtude da participação do Serzedo na segunda eliminatória da Taça de Portugal, onde irá defrontar o Vianense.



Classificações - Divisão de Honra


O Pedrouços soma e segue na Divisão de Honra da AF Porto. Um dos principais candidatos à subida à Divisão d'Elite, os maiatos receberam o Citânia de Sanfins e venceram por três bolas a zero registando, à terceira jornada, um score de sete golos marcados e ainda nenhum sofrido. A equipa do Pedrouços lidera já isolada a tabela classificativa, com nove pontos conquistados.
As equipas do Concelho de Gaia tiveram sortes diferentes. O Canidelo goleou pela segunda jornada jornada consequetiva, ao visitar o Foz e vencendo por 1-4, ascendendo ao quarto lugar da classificação. O Vila Fc também venceu, no terreno do Custóias, por duas bolas a zero e somou a primeira vitória no campeonato, depois de dois empates nas duas primeiras jornadas. Já o Dragões Sandinenses não foi além de uma igualdade sem golos na recepção ao Balasar e ainda não venceu em casa esta temporada, depois de uma derrota na primeira ronda. No próximo domingo, os sandinenses deslocam-se ao Parque Soares dos Reis para um emocionante dérbi com o Vila Fc. Já o Canidelo recebe o Custóias, que ainda não pontuou esta temporada..



Classificações - Taça Brali - 1ª Distrital - Grupo 9


O Grupo 9 da Taça Brali, referente aos clubes da 1ª Distrital, está ao rubro. O Arcozelo derrotou o Perosinho e continua na frente, com seis pontos, os mesmos do Gulpilhares, que derrotou o vizinho São Félix por uma bola a zero. 
As emoções fortes deste grupo estão agendadas para o próximo dia 2 de Novembro, altura em que se jogará a última jornada desta primeira fase da prova, com o Arcozelo a receber o Gulpilhares numa partida onde se disputa também o apuramento, e o São Félix a receber o Perosinho.



Classificações - Taça Brali - 1ª Distrital - Grupo 10


O Crestuma deu um passo de gigante para o apuramento na Grupo 10 da Taça Brali. Depois da vitória na primeira jornada sobre o Pedroso, a formação de Vítor Moreira deslocou-se ao terreno do Canelas 2010 e venceu por 2-3, assumindo assim o primeiro lugar no grupo. No outro jogo da tarde, o Pedroso respondeu da melhor forma à derrota da primeira ronda e venceu o Leverense por uma bola a zero.
Na última jornada o Crestuma recebe o Leverense, decidindo-se neste jogo quem segue em frente e o Pedroso recebe o Canelas 2010, que já não tem hipoteses de apuramento. 



Classificações - Taça Brali - 1ª Distrital - Grupo 11


No Grupo 11 da Taça Brali as contas quanto ao apuramento já estão definidas, com o Leça do Balio a vencer o Avintes e a seguir em frente na prova, garantindo o primeiro lugar do grupo. O dérbi entre o Os Lusitanos e o Senhora da Hora terminou empatado a um golo, o que beneficiou também os balienses, visto que na última jornada desta primeira fase, defrontam o Os Lusitanos na última ronda, já sem a pressão de ter que vencer para se apurarem. O Avintes joga novamente fora na última jornada, visitando o Senhora da Hora. Os jogos desta competição regressam apenas a 2 de Novembro.



18 de Setembro de 2014

Filipe Ribeiro deixa o comando técnico do Serzedo

Filipe Ribeiro volta a trabalhar com Rui Quinta no Penafiel, agora na Liga Zon/Sagres
Filipe Ribeiro deixou o comando técnico do Serzedo, anunciou a Direcção em comunicado, na Página Oficial oficial do clube no Facebook. O motivo que levou o técnico a deixar o banco dos gaienses, prende-se com o regresso de Rui Quinta ao activo, como treinador do Penafiel da 1ª Liga, sendo que Filipe Ribeiro fará parte da equipa técnica como treinador adjunto.
Recorde-se que Filipe Ribeiro já havia trabalho como adjunto de Rui Quinta no Gil Vicente e no Penafiel, mas na 2ª Liga e no Aliados de Lordelo e Paredes na antiga 2ª Divisão B.
Com o ingresso na equipa técnica de Rui Quinta no Penafiel, Filipe Ribeiro fará a sua estreia no principal campeonato português.
Ainda não há nomes para suceder a Filipe Ribeiro, estando mais novidades agendadas para a próxima semana. Óscar Rodrigues, treinador adjunto, estará ao leme da equipa no dérbi do próximo domingo com o Grijó. 
Filipe Ribeiro deixa o Serzedo ao cabo de 51 partidas oficiais pelo clube, tendo conquistado a primeira edição da Taça Brali na época passada, que colocou o Serzedo, este ano, pela primeira vez na Taça de Portugal.