16 de abril de 2015

Eficácia Sandinense ditou leis em Alpendorada


Local: Estádio Municipal de Alpendorada
Hora: 16h
Árbitro: João Guimarães

Alpendorada: Pirota, Bruninho, Rúben Vieira, André Moreira e Xiko (Marcos 46'), Paulo Ferreira, Rui Vieira (João Silva 69'), Azevedo e Ricardo Ferreira (Xavier 78'), Luís Carlos (Hugo 78') e Pedro Bento (Coelho 78').
Treinador: Pedro Vilaça

Dragões Sandinenses: Xavier, Tiago, Pedro, Rogério e Oliveira, João, Miguel (Carvalho (85') e Hélder, Vitinha (Pedro Correia 72'), Avelino (Zé Luís 85') e Veiga.
Treinador: José Almeida

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 0-2

Marcadores: Pedro (55') e Avelino (80')

O Dragões Sandinenses conseguiu uma importante vitória, no passado domingo, na deslocação ao terreno do Alpendorada. 
A equipa de José Almeida continua a fazer um campeonato mais forte fora de casa - somou a quinta vitória em sete - e nesta partida isso voltou a ficar demonstrado, fazendo também da eficácia a palavra de ordem.
Depois de um início de jogo melhor para o Alpendorada, os sandinenses equilibraram as coisas, terminando a primeira parte por cima do adversário. Sem nenhuma ocasião real de golo, o empate sem golos era o resultado mais justo no final dos primeiros 45'.
O início do segundo tempo voltou a trazer um Alpendorada mais pressionante, mas seria o Dragões Sandinenses a abrir o marcador. Em mais um lançamento para as costas da defesa da casa, Avelino surgiu isolado perante Pirota, que na iminência de ver a bola passar-lhe por cima, evita com a mão, que o avançado sandinense se isola. O árbitro marcou a falta, mas apenas mostrou cartão amarelo ao guardião alpendoradense. Do livre, um lance confuso, com Pirota a não conseguir afastar a bola, esta a cair na cabeça de Pedro que atirou ao poste, mas no ressalto a bola bateu no guarda-redes do Alpendorada e acabou por entrar.
Os azuis e brancos tentaram responder, com Luís Carlos a aparecer logo de seguida na frente de Xavier, mas o guarda-redes sandinense a fazer uma boa defesa. O Alpendorada carregou no ataque, mas encontrou em Xavier um obstáculo inultrapassavel. Perto da meia hora do segundo tempo pediu-se grande penalidade a favor do Alpendorada, mas o juiz da partida nada assinalou. Na sequência de um canto, um jogador do Alpendorada remata com a oposição de um defensor gaiense, que saltou com os braços abertos. Do local onde nos encontramos, é difícil perceber se houve ou não mão na bola.
O jogo caminhava para o final, com o Alpendorada a tentar desesperadamente chegar ao empate e a dez minutos do final, Avelino, selou as contas da partida. Lançamento de Oliveira para o lado contrário, com Avelino a aparecer isolado perante Pirota, que desta vez não teve hipóteses. Estava feito o 0-2, mas ficam algumas dúvidas relativas à posição de Avelino. Até ao fim a equipa do Dragões Sandinenses controlou o resultado, com o Alpendorada a não ter argumentos para contrariar o futebol adversário.
Com este resultado o Alpendorada fica em situação bastante difícil na classificação geral, já que tem os mesmos 28 pontos que o Nogueirense e o Custóias, primeira equipa em zona de despromoção.
Já o Dragões Sandinenses deu um passo de gigante para garantir a manutenção, ocupando agora a 10ª posição com 36 pontos. No próximo domingo a formação gaiense recebe o aflito Nogueirense, ao passo que os alpendoradenses recebem o Pedrouços.

Alexandre Ribeiro - "Equipa descrente? É uma questão de perspectiva"

Alexandre Ribeiro acredita que irá ter
dificuldades na deslocação a Paredes
O Valadares ocupa a segunda posição na tabela da Divisão d'Elite Pro Nacional com 54 pontos. O empate do passado domingo, na recepção ao Vila Meã, deixou a equipa a nove pontos do São Martinho, líder da tabela, mas ainda assim permitiu aumentar a vantagem para os mais directos perseguidores, já que de um lote de quatro equipas com 51 pontos, apenas o Oliveira do Douro venceu. 
O próximo adversário dos gaienses é o aflito Paredes, que este ano luta arduamente para fugir aos lugares de despromoção. Depois de no ano passado ter terminado o campeonato na terceira posição, às portas da subida ao Campeonato Nacional de Seniores, este ano a despromoção tem estado na ordem do dia em Paredes, já que praticamente desde o início do campeonato que a equipa ocupa os lugares de fundo da classificação.
Por tudo isso Alexandre Ribeiro sabe das dificuldades que vai encontrar neste desafio: "O jogo com o Paredes vai ser complicado, com toda a certeza, pois é um campo muito difícil. O Paredes esta na luta pela manutenção e, como ainda nesta jornada podemos ver com outras equipas, não existem equipas acessíveis ou jogos fáceis. Por isso mesmo, vamos ter que estar no nosso melhor para podermos conquistar os três pontos", afirmou o técnico.
Alexandre Ribeiro comentou ainda as palavras de Manuel Pinheiro, actual técnico do Oliveira do Douro, Que afirmou em entrevista ao 'A Bola é Redonda' que encontrou uma equipa descrente: "Em primeiro lugar, quero referir que o meu foco e a minha atenção esta toda no Valadares, mas em relação a isso só tenho a dizer que o mister Manuel Pinheiro deveria informar-se melhor, pois é mentira que o Oliveira do Douro tenha estado sete jogos sem ganhar, e que encontrou uma equipa a três pontos do primeiro lugar e, com 26 jogos oficiais disputados, tendo perdido apenas quatro partidas. Por isso não sei até que ponto a equipa estava descrente, mas isso já é uma questão de perspectiva", disse.
Para esta partida Alexandre Ribeiro não poderá contar com o guarda-redes Hélder Costa, que está a cumprir castigo e com Bruno Teixeira e Hugo Figueiredo, ambos lesionados. A partida disputa-se na Cidade Desportiva de Paredes, com início marcado para as 16h.

Valadares deixa fugir São Martinho e também foge aos mais directos perseguidores


Local: Complexo Desportivo de Valadares
Hora: 16h
Árbitro: Nuno Lopes

Valadares: Romeu, Rui Jorge, Paulinho, Bruninho, e Johny, Vitinha (Fabinho 65'), Nuno Miguel e Vítor Lobo, Paulo Campos (René 65'), Carlos Sousa e Zé Augusto.
Treinador: Alexandre Ribeiro

Vila Meã: Aranha, Toni, Kevin (Henriques 78'), Domingos e Dani, Pataco, Silvério e Mica (Mesquita 62'), Alex (Hélder Carvalho 78'), Pacheco (Ismael 62') e Marinho.
Treinador: Paulo Amor

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 1-1

Marcadores: Paulo Campos (30') para o Valadares e Ismael (80') para o Vila Meã

O Vila Meã travou o Valadares, em casa destes, em partida da 30ª jornada da Divisão d'Elite Pro Nacional. 
A equipa treinada por Alexandre Ribeiro ainda se adiantou no marcador, à passagem da meia hora, com um golo apontado por Paulo Campos, mas o Vila Meã acabaria por chegar ao empate a dez minutos do final do encontro, com Ismael, entrado aos 62' para o lugar de Pacheco, a ser o marcador de serviço dos amarantinos.
Alexandre Ribeiro reconheceu ao blog que a sua equipa não esteve no seu melhor e, por isso, acabou penalizada com o empate: "Não fizemos um jogo com a qualidade que queríamos fazer. Mesmo estando um adversário com muita qualidade do outro lado, hoje podíamos ter feito  melhor. Conseguimos chegar á vantagem no marcador, tivemos oportunidades para fazer o segundo golo mas acabamos por não conseguir e o Vila Meã chegou ao empate a dez minutos do fim", disse apenas o técnico.
E com este empate o Valadares deixou fugir o São Martinho, que está cada vez mais determinado em terminar o Campeonato no primeiro lugar. Já o Valadares, apesar do deslize, manteve o segundo lugar, sendo que agora existem quatro equipas com 51 pontos e perseguem os gaienses. No próximo domingo a equipa visita o aflito Paredes.

Manuel Pinheiro - "Quando chegamos encontramos uma equipa descrente"

Manuel Pinheiro recolocou Oliveirenses
no trilho das vitórias
O Oliveira do Douro somou a terceira vitória consecutiva e recolocou-se na luta pelos lugares de topo da tabela classificativa da divisão d'Elite Pro Nacional.
Os azuis e brancos estão na quinta posição com os mesmos pontos de mais três equipas: Varzim B, Rebordosa e Rio Tinto, todos com 51 pontos, voltando a sonhar com os lugares cimeiros. Depois de grande parte da primeira volta na primeira posição, o Oliveira do Douro entrou num ciclo bastante negativo, onde somou cinco derrotas seguidas, levando à troca de treinadores, com Alexandre Ribeiro a dar o seu lugar a Manuel Pinheiro. A entrada do técnico no Oliveira do Douro demorou a surtir o efeito desejado, já que das cinco derrotas seguidas, três foram já com o técnico no banco. Depois disso seguiram-se dois empates e três vitórias seguidas, para o Campeonato, mais uma para a Taça Brali, que coloca a equipa nas meias-finais da competição, aliado ao facto de já não sofrerem golos há quatro partidas seguidas, três para o Campeonato.
Ao 'A Bola é Redonda' Manuel Pinheiro conta como estava a equipa quando este chegou ao clube: "Quando chegamos encontramos, como seria de esperar, uma equipa descrente e com níveis de confiança muito em baixo. Uma equipa que já não vencia há sete jornadas e que vinha de duas derrotas consecutivas, depois de ter tido um início de campeonato muito bom", disse. Por isso, mesmo depois da troca de treinadores, foi preciso esperar para que o Oliveira do Douro retomasse o caminho das vitórias: "Houve ali algum tempo, necessário, para fazer com que acreditassem novamente que seriam capazes de voltar a luta com os melhores. Isso só é possível com vitórias e, depois de alguns jogos em que tudo nos acontecia, acabamos por conseguir esta fase de quatro vitórias consecutivas e devolver a confiança ao grupo", revelou.
O próximo jogo do Oliveira do Douro é com o Rio Tinto, no terreno destes, e o técnico espera um jogo difícil: "Esperamos um jogo difícil como todos os outros, com um adversário que inicialmente não era candidato mas que, ao longo da época, se tem afirmado como tal. Será o próximo, logo, o mais importante", disse Manuel Pinheiro, que não poderá contar para este embate com João Magalhães e Santos, ambos lesionados.
A partida terá lugar no Estádio Cidade de Rio Tinto, domingo, às 16h.

15 de abril de 2015

Terceira vitória seguida recoloca oliveirenses na luta pelos lugares de topo


Local: Estádio Municipal da Lavandeira
Hora: 16h
Árbitro: Vítor Ribeiro

Oliveira do Douro: Faria, David Santos, Rómulo, Pereira e Daniel Pinto, Gui, Careca e Rui João (Tozé 80'), Penantes, Bruninho (Napoleão 80') e João Rodrigues (Fábio Rola 69').
Treinador: Manuel Pinheiro

Aliança Gandra: Cláudio, Poeira (Pedro Oliveira 79'), Celso, Zé Alberto e Ruizinho (Marcelo 79'), Brito, Guimarães e André, Ricardo Bastos (Nando 46'), Pilhas e Manuel Luís.
Treinador: Mário Rocha.

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 2-0

Marcadores: Penantes (25') e Napoleão (94')

O Oliveira do Douro somou a terceira vitória seguida na Divisão d'Elite Pro Nacional e reacendeu a luta pelos lugares cimeiros da classificação.
No passado domingo os azuis e brancos receberam e venceram o Aliança Gandra por duas bolas a zero, somando a terceira vitória seguida no campeonato e o quinto jogo sem perder, resultados que colocam a equipa na quarta posição, com 51 pontos, menos três que o segundo classificado, o Valadares.
Os golos do encontro foram apontados por Penantes, ainda nos primeiros 45', e por Napoleão, já no período de compensação da partida.
Manuel Pinheiro, técnico oliveirense, referiu que a vitória é justa, pecando apenas por escassa: "Foi uma vitória justíssima do Oliveira do Douro, em que os números pecam por escassos, dadas as oportunidades desperdiçadas quer na primeira quer na segunda parte", analisando depois o encontro: "Entramos muito fortes no jogo e na primeira meia hora, além do golo que fizemos, desperdiçamos uma mão cheia de oportunidades para sentenciar a partida. Na segunda parte demos o domínio ao adversário, de uma forma propositada, e acabamos por sentenciar a partida já no período de descontos, quando tivemos hipóteses mais que suficientes para o fazer mais cedo", revelou o treinador. 
Com este resultado, o Oliveira do Douro ocupa então o quarto lugar, com os mesmos 51 pontos de outras três equipas, o Varzim B, Rebordosa e Rio Tinto, próximo adversário dos azuis e brancos.

14 de abril de 2015

Marco Vieira regressa aos juniores após vitória em Baião

Marco Vieira (ao centro) e restante equipa técnica regressam aos juniores
Foto: Paulo Cardoso Fotografia
O empate sem golos do Vila Fc, em casa, frente ao Infesta significou o fim da linha para Carlos Lima à frente da equipa gaiense. O técnico deixou o comando da equipa após dois jogos seguidos sem vencer, que se sobrepuseram a três vitórias seguidas dos gaienses, o que deixou a equipa posicionada a meio da tabela classificativa.
Para esta 27ª jornada a solução encontrada foi promover a equipa técnica dos juniores. Assim, Marco Vieira teve a companhia de João Pedro Ribas e de Tiago Dias no desafio deste domingo frente ao Baião, que correu de feição à equipa rubro-negra, com essa expressiva vitória por 0-3, em casa do anterior segundo classificado da Divisão de Honra da AF Porto.
Contudo, esta foi uma situação temporária, já que o técnico garantiu ao blog que no próximo domingo, na recepção ao Lavrense, não será ele a sentar-se no banco, mas sim o novo treinador que deverá ser anunciado ainda esta semana: "Estou no comando da equipa desde o início desta semana, até ao final do jogo de hoje (domingo). Agora iniciará um novo treinador. O que me foi comunicado é que esta semana já será o novo treinador a trabalhar com a equipa. Por agora regresso aos juniores", disse o treinador, que ao serviço dos jovens atletas vilanovenses terminou o campeonato no terceiro lugar, na Série 1 da 2ª Distrital, a três pontos de Leverense e Arcozelo, que alcançaram a promoção. Este domingo tem início a Taça Complementar, com o Vila Fc a ficar inserido na Série 1. O Avintes é o primeiro adversário, no próximo dia 19 de Abril, no Parque Joaquim Lopes, em Avintes. 

Vila Fc surpreende Baião e aplica 'chapa três' na estreia de Marco Vieira como técnico principal


Local: Complexo Desportivo do Prenhô (Baião)
Hora: 16h
Árbitro: João Cardoso

Baião: Ernesto, Perry, Seixas, Vítor (Pedro Almeida 66') e Rui Batata, Miranda, Ricardinho e Pedro Vieira, Flávio, Márcio e Jorge (Miguel Ângelo 52').
Treinador: Carlos Monteiro

Vila Fc: Clemente, Joel, Teixeira, Nando e Rodrigo, Gerson, Nuno Costa (João Pedro 69') e Tiago (Josué 73'), Nico (Correia 73'), Miguel Neves e Lourenço.
Treinador: Marco Vieira

Resultado ao intervalo: 0-2
Resultado final: 0-3

Marcadores: Lourenço (2'), Teixeira (44') e Correia (79')

Correia (17) marcou o terceiro golo do Vila Fc poucos minutos depois de ter entrado em campo
Foto: Paulo Cardoso Fotografia

A estreia de Marco Vieira à frente do comando técnico da equipa principal do Vila FC não podia ter corrido melhor. O técnico dos juniores, que apenas irá dirigir este jogo, viu a sua equipa derrotar um dos principais candidatos à subida, no terreno destes, e logo por 0-3, aplicando a derrota mais pesada da época aos baionenses.
Lourenço colocou a equipa gaiense a vencer logo aos dois minutos de jogo, acorrendo a um cruzamento de Nico, finalizando sem hipóteses para Ernesto. O Baião não conseguiu contrariar o futebol do Vila Fc na primeira parte e viu os gaienses atirarem ao poste, novamente por Lourenço, antes de Teixeira fazer o segundo golo da tarde, já em cima do apito para o descanso.
Na segunda parte o Baião esboçou uma reacção, mas não conseguiu materializar em golo as oportunidades criadas e seria Correia, que entrou aos 73', a sentenciar o jogo com um golo seis minutos depois.
Marco Vieira disse ao 'A Bola é Redonda' que a organização da sua equipa e o primeiro golo foram fundamentais para o triunfo: "Entramos organizados  e numa boa jogada colectiva chegamos muito cedo ao 1-0. Depois o Baião tentou correr atrás e começou a ter mais posse de bola do que nós mas continuamos a ter as oportunidades mais perigosas, até que fizemos o 2-0. Na segunda parte sabíamos que eles nos iam tentar pressionar mais, através de jogo directo e aí, já com outro tipo de controlo nosso, chegamos com naturalidade ao 3-0. Que até poderia ter aparecido mais cedo, pois estávamos a criar algumas oportunidades claras", disse o técnico.
Esta foi a derrota mais pesada dos baionenses no campeonato, a segunda consecutiva, e a primeira em casa. Já na primeira volta havia sido o Vila Fc a quebrar uma série de 14 jogos consecutivos sem derrotas, vencendo no Soares dos Reis por 2-1, aplicando a primeira derrota ao Baião para o campeonato. 
Com este resultado o Vila Fc sobe ao nono lugar, com 38 pontos. Já o Baião deixou a zona de promoção, sendo ultrapassado pelo Barrosas, e viu ainda o Canidelo, próximo adversário, atingir os mesmos 47 pontos. 

13 de abril de 2015

Classificações - Divisão d'Elite Pro Nacional


O São Martinho venceu o Perafita por duas bolas a zero e cimentou a liderança da Divisão d'Elite. A equipa tirsense viu ainda os adversários mais directos perderem pontos, já que o Valadares empatou na recepção ao Vila Meã a um golo e o Rebordosa perdeu por 4-3 na deslocação ao terreno do São Pedro da Cova. Apesar do empate caseiro, os gaienses conseguiram aumentar a vantagem na segunda posição, dispondo agora de três pontos de vantagem sobre quatro equipas: Varzim B, Rebordosa, Oliveira do Douro e Rio Tinto. Os oliveirenses voltaram ao trilho das vitórias. Depois de um período de resultados menos positivos que tirou a equipa da luta pelo primeiro lugar, os gaienses estão há cinco jogos sem perder, somando a terceira vitória seguida este domingo, na recepção ao Aliança Gandra. O Serzedo recebeu e venceu o Valonguense por duas bolas a zero e atirou com a equipa de Valongo para o último lugar da tabela classificativa. O Candal está a atravessar um momento menos positivo no campeonato, somando nova derrota na deslocação ao terreno do Leça. Os homens de Rui Pedro Vasconcelos foram derrotados por duas bolas a zero, somando a segunda derrota seguida. 
O Grijó recebeu e empatou a um golo com o Rio Tinto e continua sem vencer. Este foi o nono jogo consecutivo da equipa de José Pedro sem somar os três pontos. A última vitória dos grijoenses data de 1 de Fevereiro, quando venceu o Varzim B, fora, por 0-1.



Classificações - Divisão de Honra


Com sete jornadas para disputar a Divisão de Honra está ao rubro, no que a descidas e subidas diz respeito. Se no topo da tabela Barrosas, Baião, Canidelo e Vilarinho estão na luta por um lugar que dê acesso à Divisão d'Elite, no fundo da classificação as coisas não são diferentes, com Lavrense, Nogueirense, Alpendorada, Custóias, Infesta, Citânia de Sanfins e Foz, a tentarem deixar os lugares de despromoção.
O Pedrouços empatou a três golos na recepção ao Alfenense, mas beneficiou da derrota do Baião e do Vilarinho para manter a liderança da tabela com mais cinco pontos que o agora segundo classificado, o Barrosas. A formação felgueirense recebeu e venceu o Gondim por 3-1 e ocupa agora um lugar de subida. O Canidelo visitou e goleou o Infesta por 0-4 igualando os 47 pontos do Baião, próximo adversário dos gaienses. A formação de Ricardo Jorge é a mais concretizadora desta divisão, com 51 golos marcados. Já os baionenses foram surpreendidos pelo Vila Fc, em casa, ao perderem por 0-3. Os homens orientados por Marco Vieira - substituiu Carlos Lima que deixou a equipa após o nulo com o Infesta - repetiu a vitória da primeira volta, na altura por 2-1, e ocupam a nona posição. 
O Dragões Sandinenses foi a Alpendorada derrotar os homens da casa por duas bolas a zero. Numa partida onde os homens de José Almeida foram mais eficazes, os gaienses confirmaram que conseguem fazer melhores resultados fora de casa do que no Tourão: das sete vitórias conseguidas, cinco foram em terreno adversário. Este resultado permite ao Dragões Sandinenses subir ao 10º lugar com 36 pontos. Já o Alpendorada complicou ainda mais as contas da permanência, uma vez que viu o Nogueirenses chegar aos 28 pontos, os mesmos dos alpendoradenses.



Classificações - 1ª Distrital Série 1


O Gulpilhares está de regresso à Divisão de Honra da AF Porto, de onde caiu na época passada. A equipa de Ernesto Faria festejou o regresso em casa, no dérbi com o Pedroso, partida que venceu por uma bola a zero. As 'raposas' precisavam que tanto o Canelas 2010 como o Leça do Balio não vencessem os seus jogos para poder fazer a festa, e foi isso mesmo que aconteceu. Os canelenses foram surpreendidos, em casa, pelo São Vítor, perdendo por 1-2 e os matosinhenses empataram a duas bolas com o São Félix, permitindo assim ao Gulpilhares fazer a festa. 
Apesar do empate o Leça do Balio isolou-se no segundo lugar e entra para as últimas quatro jornadas numa posição privilegiada para conseguir nova subida. Os balienses beneficiaram então dessa derrota do Canelas 2010, mas também da derrota do Castêlo da Maia, em casa, frente ao Os Lusitanos. Na luta pela segunda posição reentrou o Crestuma. Depois de vencer e praticamente relegar o Senhora da Hora para a 2ª Distrital, os gaienses assumiram a terceira posição em igualdade pontual com o Canelas 2010, mas com vantagem já que venceram na primeira volta por 3-1. Das equipas que estão envolvidas na luta pela subida, o Crestuma terá o calendário menos favorável, já que ainda tem pela frente o Gulpilhares, Canelas 2010, Arcozelo e Águas Santas. Já o Senhora da Hora, com esta derrota, terá sentenciado a descida de divisão, já que os sete pontos de desvantagem para o São Vítor não dão muita margem de manobra.
O Arcozelo recebeu e derrotou o Leverense por 3-1, no dérbi gaiense deste domingo. A equipa de Allen está a três pontos de garantir matematicamente a permanência, mas esta vitória terá afastado o Leverense da luta pela subida, apesar dos quatro pontos de desvantagem para o Leça do Balio não ser uma diferença muito grande. Ainda assim os homens de Eduardo Paixão não têm muita margem de erro nas jornadas que faltam. 
O Avintes perdeu na deslocação ao terreno do Águas Santas, por 3-1, deixando o sonho de uma eventual subida de lado. Já os maiatos continuam na luta pela permanência e esta vitória assentou que nem uma luva à formação de Milton Ribeiro, já que o São Vítor também venceu. O Perosinho empatou sem golos na visita ao terreno do Mocidade Sangemil e continua numa situação delicada, apenas com mais três pontos que o Águas Santas, nesta luta pela fuga à despromoção. 



Classificações - 2ª Distrital Série 1


Faltam oito jornadas para o final do Campeonato na 2ª Divisão Distrital. E se na Série 2 as coisas estão mais equilibradas, na Série 1 as contas estão praticamente definidas. O Pasteleira visitou e venceu o Ramaldense por 1-2 e está a um ponto de carimbar a subida à 1ª Distrital, o principal objectivo da temporada. Os portuenses, treinados por Afonso Martins, estão a fazer uma época notável, tendo perdido apenas por um vez, frente ao Bougadense e também registado um empate, naquele que foi o único jogo em que o Pasteleira não marcou qualquer golo, aquando da visita ao terreno do Sp. Cruz.
Ainda que com uma diferença pontual menor, o Bougadense dificilmente perderá o segundo lugar. Este fim-de-semana a formação trofense recebeu e goleou o São Romão, com um 'poker' de Tó Maia, que assumiu a lista dos melhores marcadores desta série, com 24 golos marcados. 
O Torrão visitou a formação do Toda-a-Prova e acabou derrotada por 3-0, mantendo o 13º lugar na tabela classificativa.



1 de abril de 2015

Classificações - Divisão d'Elite Pro Nacional


O são martinho cedeu pontos, no primeiro de dois jogos em casa, ao empatar a um golo frente ao Serzedo. A equipa de Jorge Regadas viu assim o Valadares, que venceu o dérbi com o Candal, reduzir para apenas sete pontos a vantagem sobre os gaienses. Os comandados de Alexandre Ribeiro aproveitaram da melhor forma o deslize do Rebordosa na recepção ao varzim B, e ascenderam ao segund lugar, posição que pode ser importante no final da época, relativamente às contas da subida ao Campeonato Nacional de Seniores. Os candalenses sofreram a primeira derrota na era Rui Vasconcelos, Rui 'Anceloti' como foi baptizado o técnico dos gaienses, ao fim de vários jogos sempre a pontuar.
O Oliveira do douro parece ter reencontrado o caminho das vitórias, pois somou no passado domingo o segundo triunfo seguido na deslocação ao terreno do aflito Padroense. A equipa agora treinada por Manual Pinheiro venceu por uma bola a zero e está no sexto lugar da tabela classificativa. O Grijó continua a fazer um campeonato muito abaixo do expectável e este domingo cedeu na visita ao Aliança Gandra, perdendo por uma bola a zero e sendo mesmo ultrapassadado pelos paredenses.
O Campeonato regressa apenas a 12 de Abril, devido à paragem da Páscoa no próximo domingo.



Classificações - Divisão de Honra


A Divisão de Honra está ao rubro na luta pela manutenção. Nesta fase final do campeonato as equipas jogam praticamente todas entre si, o que vem acrescentar ainda mais emoção neste particular. 
No passado domingo o Custóias deixou a zona perigosa, ao receber e bater o Alpendorada por 2-1, deixando a equipa marcoense em maus lençóis. A formação de Pedro Vilaça detém agora apenas mais um ponto que o Infesta, primeira equipa abaixo da linha de água e que empatou na desocação ao Parque Soares dos Reis, sem golos, e qualquer deslize pode ser fatal. Foz e Nogueirense defrontaram-se também este domingo e o empate a duas bolas acaba por beneficiar mais os maiatos que os portuenses. Com os dois conjuntos a precisar de somar os três pontos, o Nogueirense não conseguiu impôr o seu futebol e continua em zona de despromoção. Já o Foz parece ter a descida praticamente sentenciada, uma vez que são já nove os pontos que o separam do Custóias, primeira equipa acima da linha de água. O Citânia de Sanfins perdeu em casa, frente ao Vilarinho, por 0-3 e também se atrasou nesta luta pela salvação.
No topo da classificação, o Pedrouços ganhou vantagem sobre o Baião, aproveitando da melhor forma a derrota dos baionenses no terreno do Balasar, por 1-0, vencendo pelo mesmo resultado o Dragões Sandinenses no Tourão. Os grandes vencedores da ronda 26 foram o Vilarinho e o Canidelo, que aproveitaram os deslizes de Baião e Barrosas para lançar a confusão na luta pela subida de divisão, sendo que apenas três pontos separam o Canidelo, quinto classificado, do Baião, segundo classificado.
O Campeonato regressa apenas no dia 12 de Abril, devido à paragem Pascal do próximo domingo.



Classificações - 1ª Distrital Série 1


A 25ª jornada da Série 1 da 1ª Distrital fica marcada pelos acontecimentos no dérbi entre o Leverense e o Canelas 2010, que terminou a cerca de cinco minutos do final do tempo regulamentar, alegando o árbitro do encontro falta de condições de segurança para continuar a partida. O Leverense apontou o golo da vitória aos 84' e pouco depois alguns jogadores do Canelas 2010 envolveram-se com os adeptos da equipa da casa, não sendo muito claros os motivos que levaram a esta situação. Com este resultado, caso venha a ser homologado pela AF Porto, os canelenses permitiram ao Leça do Balio atingir os mesmos 44 pontos, dividindo a segunda posição, mas com vantagem no confronto directo, já que apesar da derrota em Matosinhos, a vitória por 3-0 devido à falta de comparência da equipa de Mário Heitor no jogo da segunda volta lhes confere. 
O Gulpilhares ultrapassou o São Vítor, vencendo os portuenses por uma bola a zero, estando assim muito próximos de garantir o regresso à Divisão de Honra. Num duelo entre candidatos a um lugar de subida, o Crestuma e o Castêlo da Maia empataram sem golos, mas continuam na luta. 
No outro dérbi da tarde, o Avintes foi mais forte e venceu o Arcozelo por 2-0, atirando a equipa de Allen para o 11º lugar. O São Félix conseguiu uma importante vitória na recepção ao Os Lusitanos, vencendo os matosinhenses por 4-1 e carimbando praticamente a permanência, depois de um início de campeonato muito difícil. O Perosinho também deu um passo de gigante no mesmo sentido, recebendo e derrotando o Águas Santas por uma bola a zero, tendo agora mais cinco pontos que os maiatos. O Pedroso empatou a um golo com o Senhora da Hora, que parece cada vez mais próximo de descer à 2ª Distrital. Já os gaienses podem ter abandonado de vez o sonho da subida de divisão com este resultado.



Classificações - 2ª Distrital Série 2


Na Série 1 da 2ª Distrital as coisas mantêm-se na mesma, sendo notícia o facto do Pasteleira ter atingido a marca dos 100 golos no campeonato, quando ainda faltam disputar nove jornadas para o fim do mesmo. A equipa portuense, treinada por Afonso Martins, é a mais concretizadora de todos os campeonatos em Portugal atingindo uma marca histórica que, com os poucos registos possíveis para análise, apenas o Foz tinha registado recentemente, em 2009/10, quando apontou 102 golos no ano da subida à 1ª Distrital. No pólo oposto, está também o Leões Seroa, que com os 107 golos sofridos é a pior defesa dos campeonatos em Portugal. Usando os mesmos registos, o registo mais próximo de uma equipa a sofrer mais de 100 golos pertence ao São Romão, que sofreu 135 tentos na mesma época 2009/10, curiosamente também na Série 1 da 2ª Distrital.
No resto da jornada, destaque para o empate a duas bolas no dérbi de Gondomar entre o Zebreirense e o Est. Fânzeres e para a vitória do Bougadense, no terreno do Torrão, por uma bola a zero.



26 de março de 2015

Futebol Feminino - Campeonato Nacional - Apuramento de Campeão


O Valadares comprometeu o sonho de alcançar o título de Campeão Nacional Feminino, ao perder na recepção ao Futebol Benfica por 0-2. As atletas lisboetas foram mais fortes e aumentaram para cinco pontos a vantagem sobre as gaienses, numa fase crucial do campeonato, já que é o final da primeira volta, faltando apenas disputar mais três jornadas. Para ainda conseguirem chegar ao título, as gaienses não dependem de si, mas sabem que apenas a vitória nos três jogos que faltam é fundamental para manter a chama acesa. O Atl. Ouriense, campeão em título, está praticamente arredado da revalidação do mesmo, com a derrota na deslocação ao terreno da Fundação Laura Santos. O Campeonato regressa apenas a 12 de Abril, com a deslocação do Valadares a Gouveia, para defrontar a Fundação.



Classificações - Futebol Feminino - Campeonato Promoção Série B


O Viseu 2001 carimbou a passagem à disputa do Apuramento de Campeão do Campeonato Promoção de futebol feminino, ao visitar e golear o Canelas 2010 por 0-5. A formação viseense foi a mais forte da Série B e ao fim de 19 jornadas ainda não conheceu o sabor da derrota, tendo apenas empatado por duas ocasiões. A equipa repete a presença nesta fase decisiva e que determina a subida à Primeira Divisão, já que o ano passado terminou a três pontos de distância da Fundação Laura Santos e do Leixões, as equipas que foram promovidas ao principal escalão do futebol feminino. No resto da jornada, o São Félix foi goleado na deslocação ao terreno do União Ferreirense, onde perdeu por 5-0. O Vila Fc recebeu e bateu o Seia por 7-0 e irá tentar manter a quarta posição na última jornada, onde visita o Eirolense.



Classificações - Campeonato Nacional de Seniores - Fase Subida


A Fase Subida do Campeonato Nacional de Seniores continua ao rubro, na luta pelo primeiro lugar e que dá acesso directo à Segunda Liga. O Varzim e o Famalicão venceram as suas partidas, frente ao Salgueiros 08 e Cesarense respectivamente e continuam a dividir a liderança, ambos com 16 pontos, mas com o Varzim a ascender ao primeiro lugar graças ao maior número de golos marcados. Mais atrás segue o Fafe, que com a derrota frente ao Mirandela, deixou escapar os dois principais candidatos à subida. O Sousense conseguiu uma importante vitória no terreno do Lusitano de Vildemoinhos e segue na quinta posição, com sete pontos.



Classificações - Campeonato Nacional de Seniores - Fase Manutenção


Tarde de empates na sexta jornada da Fase Manutenção, do Campeonato Nacional de Seniores. Apenas o Pedras Rubras conseguiu somar os três pontos, na recepção ao Cinfães, e por isso ganhou vantagem ao Lusitânia de Lourosa pela fuga ao playoff de manutenção. Esta serie continua a ser liderada pelo Gondomar, que empatou sem golos na deslocação ao terreno do Sobrado. O Coimbrões empatou a um golo com o Sp. Espinho, que continua a tentar sair dos lugares de despromoção directa, mas continua com a tarefa muito complicada.



24 de março de 2015

Classificações - Divisão d'Elite Pro Nacional


No jogo grande da ronda 28 da Divisão d'Elite Pro Nacional o Valadares sucumbiu em casa, frente ao candidato Rio Tinto. A equipa agora treinada por Alexandre Ribeiro perdeu por 0-2, perdendo uma excelente oportunidade de subir ao segundo posto, uma vez que o Rebordosa empatou sem golos na deslocação ao terreno do Lixa.
Dois meses depois o Oliveira do Douro voltou a vencer para o Campeonato, ao receber e derrotar o Gens por 2-0. Manuel Pinheiro somou assim a primeira vitória desde que assumiu os destinos dos oliveirenses, uma vez que para o Campeonato o técnico somava três derrotas e dois empates nas cinco partidas que disputou. 
Em crescendo está o Candal, que desde a entrada de Rui Pedro Vasconcelos ainda não perdeu e soma já quatro jogos seguidos sem derrotas, ascendendo à 10ª posição na tabela classificativa. O Serzedo perdeu na recepção ao Perafita, por 2-4, e caiu para o 15º posto, próximo dos lugares perigosos. 
O Grijó sofreu novo desaire, na recepção ao Padroense e somou a 11ª derrota do campeonato, ocupando agora o 12º lugar, com 35 pontos.