5 de julho de 2012

Reformulação dos Campeonatos da AF Porto em marcha


Está em marcha uma reformulação dos campeonatos na AF Porto, que irá a votação na próxima segunda-feira, dia 9 de Julho, em Assembleia Geral.
Como é do conhecimento geral, a FPF irá extinguir a 3ª Divisão Nacional no final da época 2012/2013, por isso, a AF Porto decidiu criar para 2013/2014, o Campeonato D'Elite Pro-Nacional, que consiste na criação de mais uma divisão, acima da Divisão de Honra, para que os clubes não sintam de forma muito dura, a transição dos Distritais para os Nacionais. Assim, essa divisão será composta por 16 clubes, sendo escolhidos da seguinte forma: As equipas que descerem da 2ª Nacional mais os dois primeiros classificados da Fase Manutênção, se forem filiados na AF Porto, os clubes da 3ª Nacional que não conseguirem a promoção à 2ª Nacional no final da próxima época, bem como os clubes necessários da Divisão de Honra, para completar os 16 conjuntos. Em matéria de subida e descidas, sobem ao Campeonato Nacional de Séniores, o primeiro classificado e descem à Divisão de Honra os dois últimos classificados.
Na Divisão de Honra, também existirão alterações, desde logo a redução de 18 para 16 clubes. Nesta divisão poderão entrar as equipas B dos diversos clubes, até um máximo de cinco. Descem directamente para esta divisão os clubes que, desde que sejam filiados na AF Porto, se classificarem nos quatro últimos lugares da Fase Manutênção da 3ª Nacional. Relativamente a subidas e descidas, sobem ao Campeonato D'Elite Pro-Nacional o primeiro e segundo classificado, continuando a descer à 1ª Distrital quatro clubes.
Mas não é só aqui que existem alterações. Nestas duas divisões não será permitido jogar em pelados, apenas podendo os clubes utilizar relvados naturais ou sintéticos. Outra medida, que abrange o resto dos campeonatos, prende-se com a possibilidade de se efectuarem cinco substituições, com a particularidade de apenas se poderem efectuar duas na segunda parte dos jogos.
Relativamente à 1ª Distrital, o figurino será o mesmo, com duas séries divididas por proximidade geográfica, alterando-se apenas o número de concorrentes, que passara de 36 para 32, ou seja, as séries serão compostas por 16 clubes apenas. Relativamente a subidas e descidas, continuarão a ser dois clubes a subir e a descer, por série.
A 2ª Distrital não irá sofrer muitas alterações, podendo cada série ser composta por 12 a 16 clubes, sendo divididos em duas ou três séries, dependendo do número de equipas inscritas. Serão promovidos os campeões de série, mais os necessários para que a 1ª Distrital tenha 32 clubes.

Fica aqui o link para o Documento Integral no site da AF Porto.

3 comentários:

Anónimo disse...

2 coisas que não foram referidas aqui e que serão também importantes é a obrigatoridade de ter 5 jogadores que tenham competido pelo menos 1 ano nas camadas jovens do clube, e para as duas ultimas Divisões a largura minima é 62m e não 64m, o que poderá fazer com que algumas equipas possam voltar a usar o seu campo de jogos

Joao disse...

Amigo Lino,

Julgo, pelo que entendi dos regulamentos, que em relação ás susbtituições pode-se fazer as 5 na segunda parte desde que, apenas se pare o jogo por duas vezes.

O anonino de 5 dejulho referiu algo importante.

Abraço

Tiago Oliveira disse...

Uma questão.
As equipas da divisao D'Elite Pro-Nacional vão participal na taca de Portugal á imagem do que acontece com a 3ª divisão nacional?