6 de maio de 2010

Blog 'A Bola é Redonda' em entrevista


O blog 'A Bola é Redonda' foi entrevistado pelo Zona Desportiva, blog generalista sobre futebol. A entrevista abordou vários temas ligados ao futebol distrital. Fica aqui na integra a entrevista. Se quiserem conhecer o blog, basta carregar na imagem em cima.


ZD: Olá, antes de mais, podes explicar a todos os nossos leitores, quando, e como surgiu o seu blog "A bola é redonda"?

A Bola é Redonda: Antes de mais, boa tarde a todos os leitores do Zona Desportiva e quero desde já agradecer esta oportunidade de mostrar mais um pouco do meu trabalho no meu blog a todos os leitores.
O ‘A Bola é Redonda’ surgiu da vontade, como acontece com quase todos os bloggers que se dedicam ao futebol em particular, de falar e de dar a minha opinião sobre o futebol mas também impulsionado pelo início de uma licenciatura em Comunicação Social, na vertente de jornalismo desportivo, o que poderia servir como rampa de lançamento para a entrada em algum jornal. O blog surgiu então em Janeiro de 2006 e no início nada tinha a ver com o futebol distrital, era um espaço virado para o futebol em geral, onde fazia antevisões das jornadas, resumos de jogos e depois rescaldos dos principais campeonatos europeus. Mas com o tempo, diga-se a bem da verdade, fui perdendo um pouco o interesse nesse projecto, porque aquilo que eu escrevia ou noticiava, já tinha sido dito ou noticiado por outros blogues, o que fazia com o que o meu não estivesse à altura de outros espaços ‘mais fortes’, por assim dizer, do género do ‘Futebol de Ataque’ ou do ‘Bancada Central’ na altura espaços com bastante afluência. Até que em meados de 2008 dei início a um estágio num jornal regional daqui de VN Gaia, chamado ‘O Gaiense’ e surgiu-me na ideia o porquê de não tornar o meu blog num espaço dedicado ao futebol distrital. Essa ideia geminou durante algum tempo até dar de caras com um blog também dedicado aos distritais, mas de futsal, de nome ‘Fut-Porto Distrital’, que se pode dizer é o grande impulsionador da mudança do meu blog, onde fui vendo a importância que um espaço deste tipo tem neste âmbito do futebol. Vai daí, a partir de Setembro de 2008 alterei o rumo ‘editorial’ do meu espaço, para então ser dedicado única e exclusivamente ao futebol distrital, mais focado nos clubes de Gaia, o que também abrange a 3ª Divisão Nacional.


ZD: O seu projecto é a longo prazo?

A Bola é Redonda: Pretendo que este projecto perdure tanto tempo quanto eu, por isso é claro que será a longo prazo. Só para ter uma ideia da força do blog, assim que comecei a publicar notícias sobre os clubes de Gaia – e note-se que nunca tinha dado o endereço a ninguém – numa altura em que o trabalho no jornal apertava e não tinha muita margem de manobra para actualizar o blog, ao falar ao telefone com o treinador de uma equipa gaiense, este, no final da conversa perguntou-me o porquê de eu ter deixado de o actualizar, o que me deixou perplexo porque nunca imaginei que com pouco mais de dois meses nesta nova fase, já houvesse pessoas que o lessem com alguma assiduidade. Durante algum tempo do ano anterior fui de certa forma obrigado a deixar de o actualizar, visto colidir com os interesses do jornal em que trabalhava, mas a partir de Fevereiro, depois da minha saída de ‘O Gaiense’ o blog passou a ser actualizado diariamente, com diversa informação dos clubes gaienses, bem como entrevistas a treinadores, jogadores e presidentes, comentários dos jogadores e dos treinadores, enfim, como se de um jornal on-line se tratasse.


ZD: Actualmente a bola é redonda considera-se uma referência na blogosfera do futebol amador?

A Bola é Redonda: Não sei se será do futebol amador em geral, mas penso que pelo menos aqui em Gaia, já é uma referência. As visitas ao blog têm aumentado em bom número, as pessoas que já me conheciam do jornal, continuam a aceder a dar-me entrevistas e comentários sabendo que é para o blog, todos querem o endereço do blog para lerem o que lá sai e refiro-me a jogadores e responsáveis de alguns clubes de Gaia. Haverá outros que ainda não lhe dão a importância que eu acho que merece, mas com o tempo penso que será ainda mais forte do que aquilo que já é hoje.


ZD: Em termos gerais, como avalia o futebol distrital em Portugal?

A Bola é Redonda: Este futebol é um pouco sub avaliado e não o deveria ser. Basta ver que muitas destas equipas que andam por estas divisões já tiveram pergaminhos no futebol nacional, muitos dos jogadores das equipas principais do nosso escalão passaram por equipas destas divisões na sua formação, o que demonstra que também se desenvolve um bom trabalho nestes clubes.


ZD: E como o avalia em Vila Nova de Gaia (sua cidade) ?

A Bola é Redonda: O futebol distrital em Gaia cresceu muito nos últimos anos e aí tem que se dar o mérito à Câmara Municipal de Gaia, que muito tem feito neste sentido, ao criar as condições adequadas para que se possa praticar a modalidade. Todos os clubes do Concelho têm um sintético, o que é demonstrativo do trabalho efectuado. Os clubes também têm sabido crescer pausadamente e não cometerem erros que outros clubes cometeram no passado e que levaram a situações menos conseguidas de emblemas que têm grande história no Concelho, como o Vilanovense, o Dragões Sandinenses ou o Canelas FC. Quem não se lembra destas três equipas na II B na década de 90? No caso do Dragões Sandinenses que disputou até à última com o Gondomar a subida à Divisão de Honra em 2003/2004?
Agora há outros clubes com projectos ambiciosos, basta ver o Coimbrões, uma equipa que subiu pela primeira vez aos nacionais na época passada, este ano luta pela subida à II Divisão, ou o Candal que esta época era uma das únicas, senão mesmo a única equipa dos escalões não profissionais que tinha Seniores, Juniores e Juvenis nos escalões nacionais.


ZD: Acha que este tipo de futebol merece mais protagonismo nos média nacionais?

A Bola é Redonda: Eu penso que sim, alias, tenho feito alguma força nesse sentido ao enviar emails para programas televisivos ou jornais nacionais. Dá-se algum destaque, mas o que se dá é muito supérfluo ou quase nulo. Penso que o futebol distrital merece mais cobertura por parte dos média nacionais, até porque também há bons jogos nestas divisões, por vezes com mais público a assistir do que em estádios da I Liga.
Sem querer puxar a brasa à minha sardinha, aqui tenho que dar os parabéns ao jornal ‘O Gaiense’, pois este jornal sendo regional, faz aquilo que mais ninguém faz pelo futebol distrital, nomeadamente o do concelho de Gaia. Anualmente realiza uma gala, onde tive o prazer de participar em duas edições, que premeia o trabalho desenvolvido pelos treinadores, jogadores e agora até os árbitros do Concelho. A gala chama-se ‘O Melhor Treinador’ e junta personalidades de todos os quadrantes do futebol nacional, da moda e da televisão. Só para terem uma ideia, este ano estiveram presentes na festa, Manuel José, ex-seleccionador de Angola, Toni, ex-treinador do Benfica, João Vieira Pinto, que já é uma presença assídua nesta festa, antigas glorias do futebol como Fernando Gomes, Semedo, o ano passado esteve Manuel Cajuda, que acabou por ser homenageado pelos 25 anos de carreira, Neno, entre muitos outros de renome, tudo para homenagear quem trabalha nestas divisões inferiores e todas essas personalidades ficam tão encantadas com o que se faz, que esperam voltar no ano seguinte. Esta é a única ocasião em que o futebol distrital é mais falado nos média nacionais, não pelo futebol em si, mas pelas personalidades que a gala reúne.


ZD: Programas como " A liga dos últimos" são, na sua opinião, bem vistos para o futebol distrital?

A Bola é Redonda: O futebol distrital em Portugal apenas é mais conhecido pela ‘Liga dos Últimos’, mas não da forma que merece. Na ‘Liga dos Últimos’ há uma maneira engraçada de ver o futebol distrital, onde se retrata, aquilo que de menos normal se passa nestas divisões mais baixas do futebol português, mas não se mostra a verdadeira importância que ele tem no panorama futebolístico nacional. Estes programas são bem vistos, porque dão destaque aos clubes, mas não dão conta da realidade que por vezes é subavaliada pelas pessoas, que não sabem que a grande maioria dos dirigentes destes clubes anda aqui por amor à camisola, bem como jogadores que por meia dúzia de tostões se disponibiliza a jogar futebol por paixão à modalidade. É essa vertente que o programa não mostra na sua verdadeira realidade.


ZD: O futebol distrital, pode-se definir como o verdadeiro futebol? Onde a paixão é levada ao rubro?

A Bola é Redonda: Desde que me dedico a acompanhar o futebol distrital, cada vez mais fico com essa ideia, pelo menos aqui em Gaia. As pessoas são muito apaixonadas pelo clube da sua freguesia. Basta ver que Gaia tem 24 freguesias e 17 clubes e ninguém deixa de apoiar o seu clube aqui ou ali e a ideia de formar um clube único que pusesse Gaia no panorama futebolístico nacional não cabe na cabeça de ninguém. O caso mais paradigmático neste momento, é a freguesia de Santa Marinha, por exemplo, que tem dois clubes a disputar a 3ª Nacional, são o Coimbrões e o Candal. Estes dois clubes pertencem à mesma freguesia, são lugares de uma mesma freguesia, mas a rivalidade é grande entre os seus adeptos, que vão crescendo cada vez mais. Depois há os Dragões Sandinenses e o Vilanovense que também são grandes rivais e disputam o título de melhor clube de Gaia há vários anos. Serzedo e São Félix são duas freguesias vizinhas e os jogos entre ambos são sempre escaldantes. São exemplos de clubes de localidades pequenas mas que tem adeptos fervorosos e sempre prontos a apoiarem os seus jogadores. E como acontece aqui em Gaia, acontece no panorama nacional com toda a certeza.


ZD: Como avalia o trabalho dos organismos que lideram as associações distritais?

A Bola é Redonda: Posso falar no caso da AF Porto, que é aquela que mais conheço. Julgo que o trabalho do Dtr. Lourenço Pinto, presidente da AF Porto tem sido meritório em todos os sentidos, mesmo na luta contra o regime jurídico das federações que tanto se tem falado ultimamente, por causa da perda do estatuto de utilidade pública da FPF. Nesse sentido, a AF Porto em conjunto com a AF Lisboa e a AF Leiria, têm desempenhado um papel fundamental na luta contra esse documento. É que com a aceitação desse documento, as associações perderiam força e poderia ser o fim do futebol distrital, que já passa por momentos de aperto bastante grandes.


ZD: Têm algum desejo/vontade particular, que esperem que mude em breve no futebol amador?

A Bola é Redonda: O único desejo e vontade que tenho, é que as pessoas não se esqueçam que é no futebol distrital que podem eventualmente nascer os grandes craques do futuro. Mesmo que assim não seja, dão a oportunidade a jovens de praticarem desporto e fundamentalmente de os desviarem de maus caminhos, mantendo-os ocupados e muitas vezes sendo a segunda casa dos atletas e em situações extremas, a única casa dos atletas. As pessoas não devem apoiar só os grandes clubes. Esses já têm todo o apoio de que necessitam. As pequenas colectividades é que funcionam muitas vezes como suporte de ajuda fundamental na formação de grandes homens no futuro, mesmo que não sejam grandes jogadores de futebol.


ZD: Para finalizar gostaria de fazer algum apelo especial aos adeptos do futebol amador?

A Bola é Redonda: Claro. Nunca deixem de apoiar o clube da freguesia ou do lugar onde vivem. Apoiem sempre, acompanhem, lutem por aquilo que acham que devem ser os propósitos fundamentais destas pequenas colectividades. Não as deixem cair, porque pode parecer uma visão um pouco pessimista, mas são estas pessoas que dão tudo em troca de nada, que fazem com que as coisas aconteçam.

6 comentários:

Nuno Miguel disse...

Muito bom. O poder do bola redonda sempre a crescer!! Parabéns

AlmaCandalense disse...

Excelente , mais uma prova que isto està cada vez melhor e o amor que existe em Gaia pelo futebol , o bairrismo e a paixão que existe nos seus clubes !
Continua com isto , os meus parabèns !
Abraço

António Pista disse...

No Estádio e no Marquês, Domingo será de vez!

Carrega Benfica!

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Xavi Ferreira disse...

Poucos municípios têm a cobertura desportiva que este blog «A bola é redonda» atribui aos clubes gaienses. È de congratular que este meio de informação alternativo há imprensa escrita exista e que se esforce por informar cada vez melhor os seus leitores. O desporto Gaiense podia viver sem «aboaeredonda»? podia, mas não era a mesma coisa. loool
Parabéns Jonhy Lino.

Johnny disse...

Agradeço a todos o apoio que dão ao blog. Espero continuar a servir o desporto gaiense sempre da mesma forma profissional que me caracteriza e que voces gostam... A todos um muito obrigado e continuem a visitar e a deixar as vossas sugestões no blog, porque no fundo, ele também é vosso...
Mais uma vez obrigado.

PedroAbel_7 disse...

Parabéns ao autor deste blg mais uma vez, sem dúvida que é bom que lhe seja reconhecido o mérito deste blog e a iniciativa que teve ao promover o futebol nacional e distrital ao nível dos clubes de gaia... Um grande abraço de quem acompanhará atento...