31 de dezembro de 2010

Blog 'A Bola é Redonda' deseja bom final de ano

O blog 'A Bola é Redonda' quer que todos os seus leitores, visitantes e seguidores tenham um excelente final de 2010 e um 2011 bastante gratificante a todos os níveis. Quero desde já agradecer a todos aqueles que têm contribuido para o crescimento do blog e para a afirmação do mesmo no panorama futebolistico gaiense.

Johnny Lino

30 de dezembro de 2010

Serzedo e Infesta empatam a dois em jogo-treino


O Serzedo, segundo classificado do 1ª Distrital Série 1, empatou a duas bolas com o Infesta, líder da Divisão de Honra, a duas bolas, em jogo-treino realizado ontem. A formação orientada por Pedro Domingues entrou melhor na partida e aos quinze minutos de jogo já vencia por duas bolas a zero, com golos de Moreira e de Joãozinho, este de chapéu ao guarda-redes mamedense. A equipa gaiense foi, durante os primeiros 45 minutos de jogo, a melhor equipa em campo, e até poderia ter marcado mais golos. A melhor oportunidade do Infesta aconteceu já perto do intervalo, na sequência de um livre directo que levava selo de golo, mas Toni opôs-se com grande nível.
Na segunda parte às coisas alteraram-se, até porque o Infesta, que tinha começado o jogo com um onze secundário, fez entrar as suas pedras mais rotinadas enquanto que o Serzedo fez o oposto, rodando na segunda metade do jogo os atletas menos utilizados. Nesse sentido, logo no reinício, o Infesta falhou uma grande penalidade, atirando ao poste, mas pouco depois, Paulinho reduziu para 2-1. Já perto final da partida e com o Serzedo já acantonado no seu meio campo, os matosinhenses acabaram por chegar à igualdade, novamente por Paulinho, que bateu Clemente.
Os dois técnicos ficaram satisfeitos com o que conseguiram retirar deste jogo, sendo que agora os trabalhos de preparação para a nova época serão retomados em ambos os clubes durante a próxima semana.

Duas entradas e três saídas no plantel do Coimbrões

O Coimbrões, sexto classificado na 2ª Divisão Nacional, Zona Centro, sofreu algumas alterações no plantel às ordens de Rui França. Depois da saída de Fábio Ribeiro para o Ermesinde, neste mercado de inverno a equipa sofreu mais alterações, desde logo as saídas do avançado Joel Tavares e do central Teixeira, ambos a caminho do Valadares, bem como de João Paulo, avançado, que vai integrar o plantel do Custóias, da Divisão de Honra da AF Porto. Todos eles saíram à procura de maior utilização, visto não serem primeiras opções do técnico coimbroense.
Em matéria de reforços, chegam ao clube Fábio, ponta de lança ex-Cesarense e Pinto, defesa central, que chega por empréstimo do Freamunde, e vem colmatar a ausência prolongada de Igor, que foi operado a uma lesão no joelho.
No próximo dia 9 de Janeiro, data que marca o regresso à competição da turma gaiense, será uma tarde especial no Parque Silva Matos, pois para além da visita do Gondomar, equipa que divide o sexto lugar com os gaienses com os mesmos 19 pontos, será entregue pela FPF a Taça de Campeão Nacional, referente à época anterior quando os gaienses venceram a Série C da 3ª Divisão Nacional, sendo assim o primeiro clube gaiense a levantar um troféu de Campeão Nacional

28 de dezembro de 2010

José Manuel Almeida deixa comando técnico do Avintes


José Manuel Almeida deixou o comando técnico do Avintes. A notícia foi confirmada pelo próprio treinador ao 'A Bola é Redonda': "O Avintes agora é gerido por uma Comissão Administrativa, depois de a anterior direcção estar demissionária desde Outubro. Quando esta CA tomou posse, no passado dia 22 de Dezembro, foi marcada uma reunião com toda a estrutura do futebol do Avintes para o dia seguinte. Nessa reunião convidaram-me a continuar à frente da equipa de futebol, mas eu não aceitei. Expliquei os motivos a quem de direito, mas não quis continuar", não avançando os motivos que o levaram a deixar a equipa técnica, mas garantindo que não se deveu às reduções orçamentais que a nova CA impôs desde que chegou ao clube: "Não quero falar publicamente sobre os motivos que me levam a deixar o Avintes. Apenas posso dizer que gosto do clube e do que faço, mas não podia ser de outra forma. Não podia continuar a trabalhar no Avintes", concluiu o técnico.
Assim, e para além da saída do treinador, a nova CA liderada por Manuel António, e de que faz parte Anselmo Sá, antigo presidente avintense, tem vários problemas em mãos para resolver, desde logo a contratação de um novo técnico, mas não só, pois são vários os atletas que também deixaram o clube, alguns ficarão mesmo sem competir até a próxima época pois o período de inscrições já fechou. Segundo fonte ligada ao clube, para além de Hugo Figueiredo que rumou ao Oliveira do Douro, Paulo Figueiredo, Tonanha, Filipe e André já não compõem o plantel avintense, sendo que poderá haver ainda mais saídas.

Eduardo Luís treina o Maia-Lidador

Eduardo Luís, antigo Campeão Europeu pelo FC Porto em Viena em 1987 e que esteve na última temporada ao serviço do Candal, é o novo treinador do Maia-Lidador, oitavo classificado da Série 1 da 1ª Distrital, tendo entrado para o lugar de Hugo Reis, filho de Mário Reis, que se demitiu após a derrota frente ao Serzedo por 4-5. Eduardo Luís regressa assim a uma casa que bem conhece, embora com um nome diferente, uma vez que o técnico orientou o FC Maia durante as épocas de 1996/97 na 2ª B, sendo campeão e em 1997/98 e 1998/99 na Liga de Honra.

27 de dezembro de 2010

Serzedo joga quarta-feira com Infesta

O Serzedo vai realizar um jogo-treino na próxima quarta-feira com o Infesta, líder invicto da Divisão de Honra da AF Porto. O jogo terá início marcado por volta das 19h30 e será no Parque da Rainha em Serzedo.
Quanto a alterações no plantel, para além da entrada de Bruninho, ex-Custóias e que já marcou um golo na deslocação ao terreno do Maia-Lidador, não está prevista mais nenhuma entrada. Em relação a saidas, também não está nenhuma prevista. Assim, Pedro Domingues terá basicamente a mesma estrutura com que iníciou o campeonato.

26 de dezembro de 2010

Entrevista com: Pedro Fanisca (Canidelo)

Pedro Fanisca ainda é júnior de primeiro ano da equipa do Canidelo, mas já actua pelos seniores, tendo já apontado alguns golos importantes. O jogador está em foco, pois para a próxima época fará parte dos quadros do Sp. Braga, embora ainda na equipa júnior, onde já esteve durante o mês de Outubro a prestar provas. Nesta entrevista, o jogador aborda a sua rápida chegada aos seniores, bem como a experiência vivida em Braga, mas também mostra total confiança na conquista da Série 1 da 1ª Distrital por parte do Canidelo. A não perder!!


A Bola é Redonda (ABR) - Pedro Fanisca, ainda és júnior de primeiro ano, mas já actuas pelos seniores. Como aconteceu essa situação?

Pedro Fanisca (PF) - Bem aconteceu que o treinador que está a trabalhar com a equipa sénior do Canidelo este ano, já andava a ver o meu trabalho nos juvenis e gostou daquilo que viu. Depois, a direcção chamou-me para perguntar se eu queria fazer parte do plantel sénior, porque o treinador Lé Santos queria apostar em mim e eu aceitei.


ABR - O Canidelo está a atravessar um bom momento. Pensas que é desta que a equipa lidera até ao fim do campeonato?

PF - Sim. O primeiro lugar já ninguém nos tira, tenho a certeza disso. Vamos acabar o campeonato com dez pontos de avanço do segundo, que neste caso, para mim, será o Serzedo.


ABR - Até ao momento, qual foi o adversário mais difícil que já defrontaram?

PF - Todos os adversários que temos no campeonato são dificeis.


ABR - Surpreendeu-te o facto do Desp. Portugal rivalizar com vocês durante algum tempo?

PF - Sim, têm boa equipa, mas nós não merecíamos a derrota, mas antes um empate, porque os árbitros que arbitraram esse jogo foram uma vergonha.


ABR - Sei que estiveste em Braga a efectuar testes. Como surgiu essa possibilidade?

PF - Viram que eu tinha valor e uma pessoa com quem me dou muito bem, que se chama Gomes, falou com alguém ligado à Macron, para ver se conseguia ir la fazer uns testes. Esse senhor foi-me ver jogar ao Senhora da Hora e gostou. Depois falou com um dos directores dos juniores do Braga e fui la fazer os testes e viram que eu tinha valor.


ABR - Vais seguir para lá já ou apenas no final da época?

PF - Em principio sim. Já na próxima época.


ABR - Foi a primeira vez que foste a um clube prestar provas ou já tinha acontecido anteriormente?

PF - Foi a primeira vez, porque não tinha ninguém que me levasse a prestar provas a outros clubes. Mas sei que já andavam clubes interessados, embora não tivesse possibilidades de ir fazer os testes.


ABR - Que tipo de condições encontraste quando lá chegaste?

PF - Todas as condições que um clube grande pode ter.


ABR - Achas que o Canidelo é o candidato mais forte à subida ou ainda vai ter que discutir com alguém?

PF - Sim, acho concerteza que o Canidelo é o candidato mais forte da nossa série e não vai ser preciso discutir com ninguém o primeiro lugar, porque já nenhum clube da nossa série nos consegue tirar de lá.


ABR - Por último, queria que deixasses uma mensagem aos leitores do blog e adeptos do Canidelo.

PF - Queria já agradecer o apoio que os nossos adeptos nos estão a dar nos jogos fora e em casa, e que vamos ser campeões.
Um abraço para si pela oportunidade de fazer a entrevista.
 
 
 

Mexidas no Crestuma

A equipa do Crestuma sofreu já algumas alterações. Desde logo saiu mais um jogador para além de Dudu, que rumou ao Oliveira do Douro. Daniel, avançado que tinha chegado do Gondomar, rumou ao Ataense, onde irá prosseguir a carreira e ajudar o clube gondomarense a conseguir a manutenção na Divisão de Honra da AF Porto, pois a equipa ocupa a penúltima posição da classificação, com apenas nove pontos conquistados.
Mas também se registam entradas. Flávio e Fernandes chegam para reforçar o meio campo da equipa liderada por Mário Henrique. O primeiro vem do Ermesinde, enquanto que o segundo representou a equipa júnior do Candal na última temporada. É provável que ainda entre mais um jogador, sendo que poderá ser um avançado.

Saídas no Arcozelo

Diogo, Guedes e Gil, deixaram a equipa do Arcozelo, que ocupa a 16ª posição na classificação da Divisão de Honra da AF Porto. Diogo rumou ao Perosinho da 1ª Distrital, enquanto que Gil e Guedes ainda não se lhes conhece o novo clube.
Relativamente a entradas no plantel, o 'A Bola é Redonda' sabe que a equipa poderá ser reforçada com um avançado, mas ainda nada está decidido.

Oliveira do Douro reforça plantel para atacar a permanencia

Hugo Figueiredo deixa Avintes e ruma ao Oliveira do Douro

O Oliveira do Douro reforçou o plantel para atacar a segunda volta do campeonato e tentar ainda a manutenção. O presidente, Pedro Farinha, confirmou ao 'A Bola é Redonda' a entrada de Hugo Figueiredo, que chega do Avintes como o blog já tinha anunciado há alguns dias atrás. Um reforço de peso para o ataque, tanto mais que o avançado apontou 27 golos na última época e esta temporada levava já oito golos marcados na Divisão de Honra da AF Porto. Em Julho deste ano, o técnico avintense, José Manuel Almeida, já tinha revelado ao blog que o jogador tinha sido abordado por Candal, Famalicão e também pelo Oliveira do Douro, sem sucesso. Desta feita, o atleta não enjeitou a oportunidade de fazer, aos 27 anos, a sua estreia nos campeonatos nacionais, depois de cinco épocas ao serviço dos avintenses
O outro jogador a entrar nos quadros oliveirenses é o defesa direito Dudu, que representou a equipa júnior do Candal há duas épocas e que na actual estava ao serviço do Crestuma.
As inscrições fecham na próxima terça feira e é crível que António Pereira receba ainda mais alguns jogadores.

Entrevista com: Jorge Gomes (Vila FC)

Jorge Gomes esteve em destaque no último jogo do Vila FC ao apontar cinco dos seis golos com que a formação gaiense derrotou os matosinhenses. Nesta entrevista, o jogador aborda toda a sua carreira até a actualidade, com passagens pela experiência nos Açores, na gravação do filme 'Star Crossed' e o que pretende para o futuro. Refere também que esta poderá ser a última época a jogar futebol e dá uma luz sobre os motivos que o levaram a deixar o Crestuma e afirma que o objectivo do Vila FC é subir de divisão. A não perder!



A Bola é Redonda (ABR) - Com que idade e em que clube começaste a jogar futebol?

Jorge Gomes (JG) - Comecei a jogar com 14 anos nos Dragões Sandinenses, onde fiz as camadas jovens. Fomos campeões de Juvenis conseguindo a subida aos nacionais. Até hoje a única equipa em Sandim a conseguir este feito.

ABR - Passaste por vários clubes gaienses até ao momento. Qual deles te marcou mais?

JG - Tive a oportunidade de jogar em vários clubes em Gaia e o facto de algum me ter marcado mais que outro não significa que seja melhor ou pior. Apenas os clubes tem épocas em que as coisas correm bem e outras onde correm menos bem. Todos eles me marcaram muito. A prova disso é que regressei sempre aos clubes onde já tinha jogado. Algumas vezes regressei mais que uma época após ter saído. Penso que não só significa que o clube significou muito para mim mas também o carinho que as pessoas tinham  comigo.
ABR - Dos treinadores com quem já trabalhaste, com qual foi que mais aprendeste?

JG - Tive o privilégio de durante todos estes anos  ter trabalhado com excelentes treinadores. Digo isto porque há 15 anos atrás a maioria deles não tinha a formação que tem agora, nem se trabalhava com a qualidade que se trabalha hoje. Trabalhava-se em quantidade e não em qualidade.  Aprendi muito com todos eles mas há alguns  que nunca deixarei de lembrar. O mister Zé Couto e o Neca, das camadas jovens. Quando somos jovens e nos tornamos mais homens devemos muito a quem contribui para isso. Não poderei deixar de de referir o mister Ulisses Morais, pela sua organização e forma de estar e ser. Para finalizar o mister Edmundo Duarte. Foi ele que me colocou a jogar com 17 anos na equipa principal quando na altura era ainda júnior.

ABR - Após vários anos a jogar em clubes do Continente, decidiste viajar até aos Açores, para representar o Marítimo da Graciosa em 2006/2007. Como surgiu essa hipótese?

JG - Tinha terminado a época no Fiães e os clubes já começavam a sentir algumas dificuldades económicas. Surgiu o convite para os Açores e após alguma hesitação aceitei.

ABR -  Nessa equipa, cruzaste-te com mais três jogadores, Barbosa, Granja e César Lopes, que acabaram por regressar ao Continente, mais concretamente a clubes de Gaia. O que correu mal?

JG - Foi uma experiência muito boa. Adaptei-me bem ao facto de estar fora da família e correu bem. Fui o melhor marcador do campeonato e apenas não conseguimos subir de divisão.

ABR - Nunca conseguiste ir além da 2ª B. O que pensas que faltou para atingires um patamar maior em termos de futebol?

JG - Para atingir outro patamar penso que só me faltou uma coisa. Ambição. Nunca devemos ter receio de tomar uma atitude com medo de falhar. Tive várias oportunidades e nunca aceitei. Apenas me culpo a mim por este facto.

ABR - Achas que os clubes das ligas profissionais deveriam estar mais atentos aos escalões mais secundários do nosso futebol em vez de apostar em estrangeiros, muitas vezes, de qualidade duvidosa?

JG - Este tema será sempre algo controverso. Os clubes estão atentos aos escalões secundários. Apenas tem que se ter muito valor para conseguir uma oportunidade. E mais importante que ser um fora de série e ter uma mentalidade e humildade fortes.

ABR - Em 2009 tiveste uma experiência no cinema, na realização do filme 'Star Crossed', gravado no Estádio do Dragão. Como surgiu essa possibilidade?

JG - Tive uma experiência fantástica na participação do filme. As gravações iam começar e faltava uma pessoa. Um amigo ligou-me, fui falar com o realizador e fiquei. Foram uns dias muito bons. Gravamos dois dias na Sé no Porto e 3 dias no Dragão, das 19 e 30h ás 9h da manha. Foi desgastante, pelo meio ainda tínhamos treinos e ensaios no Estádio Jorge Sampaio em pedroso. Conheci pessoas que até ali apenas via na TV. Com quem vivi mais de perto foi com o Diogo Morgado. As cenas de futebol gravávamos juntos. È uma pessoa de trato fácil. Bom companheiro, passamos bons momentos durante as gravações. Quem mais me fascinou foi o Andy. Era ele que coordenava as cenas do futebol. È ele que faz os anúncios da Nike. Uma pessoa fantástica.

ABR - Voltando ao futebol, foste jogador do Crestuma em 2009/2010, mas também desempenhaste as funções de treinador. Como se processou essa situação?

JG - Estava no Sousense e surgiu a hipótese de treinar o Crestuma. Era uma situação aliciante e tentadora. Um desafio. Aceitei o desafio e as coisas no inicio correram bastante bem. Infelizmente não estava preparado para viver com certas situações que ainda existem no futebol. O clube tem um director que por ajudar o clube a angariar verbas não lhe dá o direito de querer mandar no trabalho da equipa.  São este tipo de pessoas que andam a mais no futebol. Quando tentaram faltar com a dignidade já não havia motivos para continuar. Apesar disto guardo boas recordações do clube. Deixei lá amigos. Não devemos misturar as pessoas com a instituição.

ABR - O clube surgiu este ano, com um novo nome mas certamente com grandes ambições. Quais são os reais objectivos para esta época?

JG - Para esta época penso que só há um objectivo. A subida de divisão. Será com este pensamento que iremos entrar em campo.

ABR - No último jogo estiveste em destaque ao apontar cinco dos seis golos da vitória sobre 'Os Lusitanos'. Como viveste essa situação?

JG - Foi um dia fantástico. Foi um jogo quase perfeito. Marcar 5 golos num só jogo é um motivo de orgulho.

ABR - Foi a primeira vez que marcaste cinco golos num só jogo ou já tinha acontecido?

JG - Foi a primeira vez que consegui.

ABR - Tens 35 anos. Quanto tempo mais pensas jogar futebol?

JG - Muito sinceramente ainda não pensei a sério mas talvez seja esta a minha ultima época. Quero que as pessoas se lembrem de mim a jogar com alegria e a dar alegrias.

ABR - Fazendo um balanço da tua carreira, estas satisfeito com o que fizeste até agora enquanto jogador ou achas que faltou alguma coisa?

JG - Estou bastante satisfeito com o balanço da carreira. Representei grandes instituições onde conheci pessoas fantásticas, não só amigos mas directores e adeptos. Mais que qualquer troféu as amizades que ganhamos ao longo dos anos é sem duvida a maior vitória. Faltou jogar noutro patamar, pelos motivos referidos anteriormente.

ABR - Depois de deixares de jogar, vais continuar ligado ao futebol?

JG - Adorava continuar ligado ao futebol. Foi a minha vida e gostava de continuar no futebol. Para já ainda não pensei a fundo em que situação gostava de estar ligado uma vez que não tenho a certeza absoluta se será a ultima época mas a seu tempo tudo se resolverá.

ABR - A experiência de treinar o Crestuma abalou-te ou deixou vontade de fazer mais e melhor?

JG - Foi uma experiencia tão curta que nem deu para me abalar. Deu sim para entender que o futebol é um mundo mais complicado do que aquele que ás vezes sonhamos ou idealizamos.

ABR - Por último, deixa uma mensagem aos leitores do blog e aos adeptos e sócios do Vila FC.
 
JG - Aos leitores do blog queria deixar uma mensagem de boas festas. Aos Sócios , adeptos e simpatizantes do Vilanovense desejo boas festas e tudo de bom para 2011. Que seja um ano que nos traga muitas alegrias. Juntos seremos ainda mais fortes.

24 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal - Nuno Miguel (Canidelo)

"Agradecendo a oportunidade e este meio que abrange a grande maioria dos adeptos de Futebol, distrital em particular, aproveito para desejar a todos os leitores do blog um FELIZ NATAL!
Em especial aos adeptos do S.C.Canidelo, clube que este ano represento com muito orgulho. Se o Natal, passamos alegres e felizes, em nome da equipa garanto que vamos fazer os possíveis e impossíveis para no final da época festejarmos ainda com mais alegria".

Mensagem de Natal do blog


O blog 'A Bola é Redonda' vem por este meio, desejar um Feliz Natal a todos os seus leitores e seguidores, desejando tudo de bom neste dia e na companhia das suas familias, bem como a treinadores, jogadores, dirigentes e a todos aqueles que diariamente, de uma forma directa ou indirecta, colaboram com o blog, promovem, divulgam e fazem com que cada vez mais este seja um espaço de referencia em Vila Nova de Gaia. A todos um Feliz Natal

Johnny Lino

Mensagem de Natal - Xavier Ferreira (Guarda-redes dos Dragões Sandinenses)

"BAIRRISTAS E SIMPLESMENTE FANTÁSTICOS são as palavras que caracterizam os simpatizantes e associados dos Dragões Sandinenses. Espero que nesta época natalícia degustem bem as rabanadas, os bilharacos e o bacalhau, e que se enchem de forças para apoiaram o nosso Dragões Sandinenses. VOTOS DE UM SANTO NATAL E UM FELIZ 2011 aqui do XAVI. 
O ciberjornalismo está na moda e aqui está um bom exemplo. O futebol move multidões, é certo, e tenho a certeza que já nenhum atleta que represente um clube de Gaia não conheça o blog. Parabéns pelo trabalho desenvolvido. A todos os leitores do “A Bola é Redonda” desejo UM FELIZ NATAL E UM 2011 carregado de sucesso".

Mensagem de Natal - Óscar Nogueira (Treinador do Grijó)

"A mensagem que posso deixar aos leitores, é que tenho um Santo Natal e que estendam este dia ao longo do ano, sem guerras, sem rancores, sem arrogâncias desmedidas e valorizar mais a amizade. Se toda a gente se respeita-se mais, éramos todos mais felizes!
Para os adeptos do Grijó, alem do já referido antes, gostava que o Pai Natal fosse generoso em apoio á sua equipa, que durante o ano muito trabalham para lhes dar alegrias e não só no Natal. Um Feliz Natal com muita saúde e na companhia dos que mais ama-mos".

Mensagem de Natal - Miguel Moreira (Treinador do Arcozelo)

"Queria desejar a todos os leitores do "A Bola é Redonda" e em especial aos adeptos do Arcozelo, umas boas festas e que 2011 seja um ano repleto de sucessos desportivos e principalmente pessoais. Em relação à nossa equipa, desejo que o Pai Natal traga muitas vitórias, uma vez que os jogadores têm-se portado muito bem e sido extremamente profissionais no trabalho diário e bem merecem essa prenda. Para mim, espero apenas que o Pai Natal traga muito apoio para a nossa equipa, para que possamos ultrapassar esta fase difícil que estamos a passar... Um Santo Natal e um feliz Ano Novo para todos".

Vila FC esmaga Os Lusitanos com Jorge Gomes em destaque


O Vila FC venceu no passado domingo o Os Lusitanos por seis bolas a uma, com Jorge Gomes em destaque, ao apontar cinco dos seis golos com que os gaienses brindaram os matosinhenses. Superior em todos os aspectos, o Vila FC foi construindo o resultado com calma, muito embora ao intervalo apenas vencesse por uma bola a zero. No início do segundo tempo, Jorge Gomes ampliou para 2-0, mas à entrada para os últimos vinte minutos, os golos foram-se sucedendo em catadupa até atingir o resultado final.
Jorge Gomes, em entrevista ao Vilanovenseblog, abordou esta situação pouco comum, referindo que "é uma sensação fantástica marcar cinco golos. Curiosamente foi a primeira vez que aconteceu. Foi um jogo onde quase tudo correu bem", analisando o jogo de seguida, dizendo que as coisas poderiam ter ficado resolvidas na "na primeira parte. Marcamos um golo e desperdiçamos duas ocasiões para dilatar a vantagem. Mas ao intervalo foi precisamente esse pormenor que o mister falou connosco". E pelos vistos a conversa surtiu efeito e os golos não pararam de entrar na baliza do guarda-redes Tiago. Jorge Gomes continua a acalentar o sonho da subida à 1ª Distrital e disse-o ao blog em questão, quando questionado sobre as perspectivas para 2011: "Desejo continuar a ajudar a equipa a vencer. O ambiente está óptimo e será uma frustração se não subirmos de divisão. É com esta ambição que temos que entrar no próximo ano, pois não basta dizer que somos os melhores, temos que o demonstrar dentro de campo".
Jorge Gomes estará em destaque brevemente aqui no blog. Não perca!

Mensagem de Natal - Vítor Sousa (Treinador do Valadares)

"A toda a estrutura do Clube Futebol de Valadares, aos sócios, adeptos, simpatizantes e a todos os leitores, dizer que da forma como todos trabalhamos durante a semana e da forma como a equipa se empenha nos jogos, nós acreditamos que vamos chegar ao fim com o objectivo conseguido, a manutenção. Continuem a apoiar a equipa e a ter Fé, pois Com Fé Venceremos ( C.F.V. )
Desejo-vos um Natal cheio de Felicidade".

Avintes com mudanças profundas

Ao que tudo indica e apesar de falta de confirmação do lado avintense, poderá estar em marcha uma pequena revolução no plantel sénior do Avintes. A direcção presidida por José Manuel Guedes apresentou a sua demissão e ao que tudo indica, já há nova direcção, no entanto, o 'A Bola é Redonda' ainda não tem em mãos dados suficientes para poder divulgar os nomes do actual elenco directivo.
Apesar disso, o blog sabe de fonte segura que o novo presidente esteve hoje reunido com o plantel, ao qual terá sido proposto uma redução nos salários de cerca de 75%, o que motivou a possível saída de alguns atletas do plantel, que poderão agora estar perante uma situação ingrata, pois o prazo para inscrever novos jogadores termina na próxima terça-feira. Mas não é só. Segundo a mesma fonte, o treinador da equipa, José Manuel Guedes também poderá estar de saída.
Apesar de ainda não estar na posse de todos os dados, a única certeza é que um dos jogadores que já deixou o clube é o ponta de lança Hugo Figueiredo, melhor marcador da equipa com oito golos, sendo que vai jogar agora no Oliveira do Douro.
Assim, adivinha-se uma entrada turbulenta no novo ano, tanto que a posição na classificação geral ainda não dá a garantia necessária de segurança. Na medida do possível e assim que forem chegando dados mais concretos à redação do blog, estes serão divulgados.

Gulpilhares vira resultado e vence São Félix


O Gulpilhares venceu no passado domingo o São Félix em jogo da 18ª jornada do campeonato da 1ª Distrital Série 1. A equipa de Alfredo Mendes até começou mal o jogo, pois os comandados de Manuel António marcaram primeiro, à passagem dos 30' por intermédio de Tiago. O Gulpilhares imprimiu alguma pressão sobre o adversário, mas Faria, guarda-redes do São Félix esteve em bom plano e foi negando o golo o mais que pôde. Já na segunda parte da partida, à passagem dos 65', Óscar acabou por empatar o jogo e já nos dez minutos finais, foi a vez de Serginho II marcar, virando assim o resultado a favor do Gulpilhares, que acabou por vencer a partida e regressar às vitórias, depois de duas derrotas seguidas, com Canidelo e Perosinho.
Nuno Varandas, reforço de inverno do Gulpilhares, abordou o jogo, referindo ao blog que " foi mais um dérbi que o São Félix entrou melhor e com isso chegou a vantagem. Mas na segunda parte o Gulpilhares estabilizou e com mérito chegou a vantagem pois fez uma excelente segunda parte que justifica a vitoria que nos dá tranquilidade e confiança para 2011".

Canidelo vence em Labruge a vira o ano na liderança da Série 1 da 1ª Distrital


O Canidelo venceu o Labruge por duas bolas a zero e alcançou a seu melhor série de vitórias desde que começou a época, sendo que a equipa de Lé Santos leva já cinco vitórias seguidas. A melhor série vitoriosa dos gaienses teve lugar logo no início da época, quando da primeira à quarta jornada, a turma gaiense averbou quatro vitórias seguidas. Numa partida com duas partes diferentes, O Labruge entrou melhor e nos primeiros 45 minutos, conseguiu superiorizar-se ao líder do campeonato. Mas na segunda parte, o Canidelo surgiu com outra disposição à qual juntou a eficácia e surgiram os golos, por intermédio de Carlos Pinto (66') e Ricardinho (90') já na recta final da partida.
Miguel Neves, avançado do Canidelo, abordou o jogo para o 'A Bola é Redonda', referindo que "foi um jogo em que o Canidelo nos primeiros 15 minutos teve algumas dificuldades em se organizar e consequentemente de impor o seu estilo de jogo,  derivado ao terreno de jogo que era pelado e muito irregular. Mas quando se habituou ao terreno assumiu o jogo com muita entrega e querer e já ciente dos problemas que íamos ter pela frente, pois a equipa do Labruge estava mais adaptada ao terreno e enquanto tivesse força poderia causar problemas". As coisas, no entanto, foram diferentes na segunda metade da partida: "Na segunda parte a equipa do Labruge foi-se abaixo e um Canidelo muito mais fresco e com mais vontade de vencer assumiu o jogo jogando praticamente toda a segunda parte no meio campo adversário marcando assim dois golos". Em jeito de conclusão, o avançado afirma que "foi mais uma vitoria muito importante, num campo sempre difícil derivado as suas características, rumo aos nossos objectivos que passam pela subida de divisão".

Dragões Sandinenses vence dérbi e não sofre golos à cinco jogos



Local: Centro de Estágio do Olival
Hora: 15h
Árbitro: António Lobo

Crestuma: Fábio, Samuel (Vitinha 70'), Nogueira, Loureiro e Bruno, Dani, Teixeira (Diogo 85') e Di (Fortunato 30'), Vasco, Dudu e Daniel.
Treinador: Mário Henrique

Dragões Sandinenses: Xavier, Preto (Jorginho 65'), Rui, Barreiros e Quinzinho, Wilson, Pedro Abel e Tozé (Ruizinho 90+3), Pedrito, Joel (Cenoura 85') e Kilberg.
Treinador: Ricardo Jorge

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 0-1

Marcadores: Pedrito (65')


O Dragões Sandinenses venceu o dérbi do passado domingo com o Crestuma, por uma bola a zero. O golo foi apontado por Pedrito já no decorrer do segundo tempo, num jogo em que as duas equipas praticamente não se conseguiram superiorizar. A equipa orientada por Ricardo Jorge acabou por ser mais feliz e à passagem do minuto 65' Pedrito surgiu então isolado perante Fábio, batendo o guardião do Crestuma à saída deste. Esta foi a quinta vitória seguida da equipa sandinense, igualando a melhor série de vitórias ocorrida entre a sétima e a 11ª ronda, mas com a particularidade de não ter sofrido qualquer golo e ter apontado 15.
Xavier, guarda-redes da equipa de Sandim, comentou este pormenor para o blog, referindo que "é um facto que por si só enaltece o trabalho e sacrifício de uma equipa inteira. É certo que sou o último homem a ser batido, mas a missão da bola não entrar é de todos e tenho que elogiar o trabalho exemplar que todos os meus companheiros têm tido, têm sido fantásticos". Quanto ao jogo de Crestuma, o jogador afirma que "é sempre positivo terminar o ano com uma vitória e com mais três pontos. Relativamente ao jogo em si, era um derbi, difícil logo a partida, tivemos de lidar com o futebol directo do Crestuma, o piso estava muito rápido e a bola não era a melhor o que dificultou a nossa adaptação no inicio da partida. Contudo não foi o nosso melhor jogo, mas trabalhamos arduamente para conseguir os três pontos".

23 de dezembro de 2010

Zé Coutinho - "Esperemos que o novo ano nos traga alegrias"


Local: Estádio do Sousense (Foz do Sousa, Gondomar)
Hora: 15h
Árbitro: António Nogueira (AF Porto)

Sousense: Ricardo, Amado, Bruno Cunha, Salvador e Vítor Hugo, Paulo Freixo, Marcos (Chico 70') e Paulinho, Fredy (Telmo 76'), Zé Augusto e Norinho (70').
Treinador: Sérgio Espirito Santo

Oliveira do Douro: Ricardo I, Morais, Ricardo II, Rómulo e Pedro (Coutinho 66'), Zézé, Zé Coutinho e Galeão (Nuno Cardoso 82'), Miguelito, Rabaça e Jardel (Leão 39').
Treinador: António Pereira

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 3-0

Marcadores: Zé Augusto (6' e 69') e Salvador (51')

O Oliveira do Douro somou a 11ª derrota em 12 jogos e ocupa o último lugar da Série B do campeonato da 3ª Divisão Nacional, com apenas um ponto conquistado.
A equipa gaiense perdeu na deslocação ao terreno do Sousense, por 3-0, afundando-se cada vez mais na última posição, com apenas um ponto. De referir que o principal objectivo da equipa para esta temporada, passa pela manutenção através dos seis primeiros classificados, algo que no entanto e tendo em conta o desempenho da equipa durante a primeira volta, parece muito difícil de conseguir, até porque teria que recuperar de uma desvantagem de 18 pontos para o Leça, actual detentor do sexto lugar.
Zé Coutinho, jogador da formação oliveirense, comentou o jogo para o 'A Bola é Redonda': "Era um jogo em que nós depositávamos muita esperança em obter a primeira vitória, pois tratava-se do inicio da segunda volta e queríamos reverter o ciclo negativo que temos tido, nomeadamente também pela entrada da nova direcção que nos tem dado imensa confiança". Apesar de tudo, uma entrada menos boa no início de cada parte, deitou tudo a perder: "Entramos muito mal no jogo, pois no primeiro lance sofremos um golo de bola parada, para o qual tínhamos sido avisados. É claro que uma equipa na nossa situação, é complicado reagir a um golo ainda para mais no inicio do jogo. Na segunda parte, penso que entramos com vontade de reverter a situação, mas apesar de termos tido dois ou três lances passiveis de golo, mais uma vez não conseguimos marcar e eles em mais dois lances do género do primeiro, acabaram por fazer o resultado".
Para o jogador, apesar dos 3-0, o resultado não deixa de ser "muito pesado para aquilo que se passou no campo, embora tenhamos que dar os parabéns ao Sousense, principalmente pela sua organização e qualidade individual dos seus jogadores. Esperemos que o novo ano nos traga alegrias, porque acredito que a nossa classificação não é a actual".
O jogador não finalizou sem antes deixar uma mensagem aos leitores do blog, bem como aos associados do Oliveira do Douro: "Aproveito também para desejar um Santo e Feliz Natal a todos os leitores deste magnifico Blog e em especial ao sócios e adeptos do Oliveira do Douro".

Candal empata em casa com Mondinense e cai para o terceiro lugar


Local: Estádio Rei Ramiro
Hora: 15h
Árbitro: Márcio Mateus (AF Açores)

Candal: Dany, Daniel, Sidon, Ferraz e Passos, Joni (Digas 85'), Amaral e Zé Tiago, Alex, Paiva (Bruno 78') e João Reis.
Treinador: António Pedro

Mondinense: Carlos Filipe, Diogo, Romeu, Délfim e Seixas, Pataco, João Miguel e Edison, (Jonas 65'), Sertinho, Huguinho (Pedrinho 86') e Jaime
Treinador: Vítor Pereira.

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 1-1

Marcadores: Zé Tiago (38') para o Candal e João Miguel (60') para o Mondinense

O Candal sofreu um revés nesta última jornada do ano 2010, a primeira da segunda volta. O empate em casa, frente ao Mondinense a uma bola, atirou com a equipa para o terceiro lugar da prova, apesar de apenas ter menos um ponto que as duas equipas que lideram agora a Série B da 3ª Nacional, o Paredes e o Famalicão. A equipa gaiense tem sofrido um abaixamento de forma e dos últimos cinco jogos, apenas venceu um, frente ao Oliveira do Douro, empatando dois e perdendo outros dois.
O jogo do passado domingo, era propício à conquista dos três pontos, até porque os gaienses já tinham vencido em Mondim de Basto na primeira jornada por 1-3, sendo que o Mondinense é o penúltimo classificado desta série.
O jogo até estava a correr de feição ao Candal, que ia criando várias oportunidades de golo, no entanto sendo desperdiçadas. Zé Tiago, à passagem do minuto 38 abriu a contagem para os gaienses, depois de um ressalto de bola. Já no segundo tempo, a equipa da casa continuou no comando das operações, mas numa desatenção defensiva sofreu o golo do empate, por João Miguel. Com meia hora para jogar, o Candal voltou a impor o seu futebol, mas continuou a desperdiçar algumas ocasiões de golo, reflectindo-se no resultado final.
Nuno Passos, defesa candalense, comentou o jogo para o 'A Bola é Redonda', referindo que "Entramos muito bem no jogo, encostando o Mondinense dentro do seu meio campo. Tivemos algumas  oportunidades para fazer o golo, que tardava em acontecer, face ao ascendente que tínhamos sobre o adversário, que só tentava fazer anti-jogo quebrando o nosso ritmo. Após o golo continuamos em cima do adversário mas fomos desperdiçando as oportunidades que se sucediam, como tal, saímos a ganhar apenas por 1-0, quando poderíamos  ter uma vantagem confortável", disse o atleta. Apesar desse domínio exercido, o Candal acabou por sofrer a igualdade já no decorrer do segundo tempo: "Na segunda parte o Mondinense entrou com vontade de dar a volta ao jogo e nós tentamos controlar e chegar ao segundo golo. Mas nos poucos remates que realizaram, senão mesmo no único que fizeram à nossa baliza, marcaram o golo. Após esse tento, tentamos correr atrás do nosso golo mas tal não foi possível. O Mondinense ia fazendo o seu anti-jogo com sucessivas perdas de tempo, que nunca foram punidas".
O jogador, apesar do empate e da consequente queda ao terceiro lugar, continua confiante: "Ainda estamos no cimo de tabela e contamos começar o novo ano com uma vitória, rumo ao nosso objectivo e dar continuidade ao bom campeonato que estamos a realizar. Este era um jogo que todos nós queríamos ganhar para voltar ao primeiro lugar da classificação, esperando um possível deslize do Famalicão, que se veio a verificar mas não conseguimos esse objectivo".
O Candal ocupa então o terceiro lugar da prova, com 20 pontos, enquanto que Paredes e Famalicão lideram com 21 pontos. A competição volta apenas para o ano, no dia 9 de Janeiro, com o Candal a visitar o Vila Meã.

22 de dezembro de 2010

Valadares inicia segunda volta com derrota e acaba o ano em último lugar


Local: Complexo Desportivo de Arcozelo
Hora: 15H
Árbitro: André Neto

Valadares: Filipe, Carvalho, Rodrigo (Elói), Correia (Josué) e Silva, Jardel, Cláudio e Juliano, Osmar, Serrinha e Bruno (João).
Treinador: Vítor Sousa.

Perafita: Artur, Nuno, Jorge, Tiago e Serrão, Nando (Miguel), Fábio e Tinaia, Peixe, Paulinho e Ivo (Vítor).
Treinador: Paulo Gentil

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 1-2

Marcadores: Carvalho (73') para o Valadares e Nando (79') e Jorge (86') para o Perafita

Disciplina: Cartão vermelho para Cláudio (87') do Valadares.


O Valadares perdeu no passado domingo com o Perafita por 1-2, em jogo disputado no Complexo Desportivo de Arcozelo. A equipa de Vítor Sousa até começou melhor que o adversário matosinhense, mas ao intervalo imperava o nulo no marcador. Na segunda parte, o Valadares continuou a controlar o jogo e a pouco mais de um quarto de hora do final, adiantou-se no marcador, com um golo de Carvalho, que dava a sensação de que o Valadares conseguiria somar os três pontos em disputa e terminar da melhor forma o ano de 2010. Mas pouco mais de cinco minutos depois, o Perafita empatou a partida, com um golo de Nando e já a quatro minutos do final, o golo de Jorge consumou a reviravolta no marcador e consequente balde de água fria para os adeptos do Valadares que se deslocaram a Arcozelo. A equipa gaiense não conseguiu repetir o triunfo da primeira jornada, quando venceu em Perafita por uma bola a zero e manteve a última posição, somando assim a terceira derrota seguida depois da vitória sobre o Foz, no início do mês de Dezembro.
Vítor Sousa, treinador da equipa, estava bastante agastado com o trabalho da equipa de arbitragem liderada por André Neto, que, segundo a opinião do técnico, prejudicou a sua equipa tendo influência no resultado: "foi uma injustiça o que o árbitro auxiliar do lado da bancada nos fez, pois fizemos um grande jogo, marcamos aos 75´, o Perafita empatou aos 80', e aos 88' esse senhor transformou um pontapé de baliza num canto contra nós e na marcação do mesmo, não marcou uma falta sobre o nosso guarda-redes que na sequência da mesma deixou que um jogador do Perafita fizesse golo encostado ao poste, completamente fora de jogo". O técnico ressalva no entanto que "jogamos contra o quarto classificado" e destaca "a utilização de mais dois juniores no jogo e mais três na ficha de jogo", dando também os "parabéns aos jogadores".
Com este resultado, o Valadares manteve o último lugar da classificação, com 12 pontos conquistados e para a segunda volta terá um trabalho árduo, uma vez que o primeiro clube acima da linha de água, o Balasar, está já a quatro pontos de distância.

Miguel Moreira - "Temos dificuldades em dar a volta quando sofremos um golo primeiro"


Local: Estádio do São Pedro da Cova (Gondomar)
Hora: 15h
Árbitro: Vitorino Oliveira

São Pedro da Cova: Cris, Castro, Alex, Rui Miguel e Ruizinho, Bertinho, Pilhas e Caracol (Paulo Serra 80'), Alves, Tó (Vitinha III 86') e Vitinha (Tiago 78').
Treinador: Paulo Meneses

Arcozelo: Rui Alves, Maia, David, Hélder e Tiago (João Reis 65'), Litos, Marlon e Sapo (Vítor Hugo 65'), Chico, Tigana (Bruno 70') e Valter.
Treinador: Miguel Moreira

Resultado ao intervalo: 0-0
Resultado final: 3-1

Marcadores: Alves (60' e 81') e Pilhas (68') para o S. P. da Cova e João Reis (88') para o Arcozelo.

O Arcozelo deslocou-se no passado domingo ao terreno do São Pedro da Cova, equipa que apostou na subida, mas está a fazer um campeonato áquem das expectativas. A equipa gaiense acabou derrotada por 3-1, numa partida onde não foram em nada inferiores aos gondomarenses, apenas no resultado final. A equipa gaiense ainda aguentou os primeiros 45' sem sofrer um golo, mas já na segunda parte e quase de seguida, sofreu dois golos que deitaram por terra qualquer tentativa de conseguir pontuar nesta partida. Já com o resultado em 3-0, fruto do bis de Alves e do golo de Pilhas pelo meio, João Reis ainda reduziu, mas já sem tempo para o Arcozelo conseguir algo mais deste jogo.
Miguel Moreira, técnico do Arcozelo, aponta a falta de capacidade ofensiva e a incapacidade da equipa em virar um resultado adverso, como principais motivos deste campeonato menos bom que a equipa está a realizar. O técnico abordou o jogo, referindo que " entramos muito organizados, mas notou-se aquela que vem sendo a nossa maior lacuna, que é a capacidade ofensiva Passou-se neste jogo o que se tem passado noutros: Defendemos bem, mas se sofremos um golo primeiro, temos dificuldade em dar a volta ao jogo e mais uma vez isso aconteceu". O treinador disse ainda que "a equipa do São Pedro da Cova entrou bem, jogando mais no nosso meio campo, mas não conseguiu criar grandes oportunidades de perigo, tal como nós. Na segunda parte manteve-se a toada do jogo, com a nossa equipa a conseguir controlar bem o adversário, mas por volta dos 60 minutos um dos centrais aliviou uma bola para a frente e nós falhamos o corte, assim ficando um atacante isolado acabando por marcar. Depois deste golo nós tivemos que abrir mais e ficamos sujeitos aos contra ataques do adversário, que assim conseguiu marcar mais dois golos. Já perto do final, o João Reis marcou um golão e amenizou um pouco a derrota", que não é questionada por Miguel Moreira, apenas, na opinião do técnico é "pesada para o que se passou em campo".
Com este resultado negativo, a equipa manteve o 16º lugar, com 10 pontos e vira o ano numa situação complicada, pois vê já a primeira equipa acima da linha de água, o Salgueiros 08 a seis pontos de distância.
A Divisão de Honra volta apenas no dia 9 de Janeiro e o Arcozelo recebe nesse domingo o Lixa.

20 de dezembro de 2010

Grijó vence Salgueiros 08 e acaba ano no pódio



Local: Complexo Desportivo de Grijó
Hora: 15h
Árbitro: Manuel Oliveira

Grijó: Hélder, Maté, Ricardo Viana, Bruno Volta e Artur (Pedro Miguel 70'), Vitinha (Chaves 79'), Bruno Carvalho, Kruss e Dani, Veiga (Postiga 76') e Bruno Faria.
Treinador: Óscar Nogueira

Salgueiros 08: Jorge Matos, Nicola, Albertino, Monteiro e Moreira, Oliveira, Wilson (Rui João 70') e Pedrinho, Berto, Quim Simões e Rúben (Ludovico 30').
Treinador: José Manuel Teixeira

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 2-1

Marcadores: Vitinha (9') e Bruno Faria (74) para o Grijó e Berto (50') para o Salgueiros 08


O Grijó venceu no último domingo, o Salgueiros 08 por 2-1. A equipa de Óscar Nogueira entrou melhor no jogo, marcando logo aos nove minutos por intermédio de Vitinha. Aos poucos o Salgueiros 08 equilibrou o jogo e aos 50' Berto empatou. Já no último quarto de hora, Bruno Faria apontou o golo da vitória dos locais, dando alguma justiça ao resultado.
Óscar Nogueira é que não ficou muito satisfeito, não como o resultado, mas com a exibição da equipa: "Nao foi um jogo bem conseguido da nossa parte. Jogamos o suficiente e isso a mim não me agrada. Tivemos períodos positivos e outros de desconcentração e falta de agressividade na abordagem aos lances e esta irregularidade, mais a qualidade dos jogadores do salgueiros, podia causar um resultado desagradável", começou por afirmar o técnico, que depois analisou a partida: "Entramos bem na partida e criamos uma boa oportunidade, depois fizemos o golo e a partir daí baixamos a intensidade de jogo o que permitiu um pouco a subida das linhas do Salgueiros, podendo criar algum perigo. Alertei no intervalo para o que podia acontecer e aconteceu, o golo do empate. Voltamos a ser um pouco mais fortes na decisão dos lances e chegamos ao 2-1 e até poderíamos ter feito um terceiro golo aos 82m pelo Bruno Faria, mas evitamos ser surpreendidos no desfecho final".
Apesar da exibição menos conseguida, o treinador não deixa de elogiar os seus jogadores: "Outro resultado seria um castigo injusto para tudo aquilo que os meus jogadores fizeram até aqui no campeonato, onde já perdemos pontos injustamente, porque têm sido profissionais, dedicados e sérios em todos os jogos e treinos. Tenho um grande orgulho neles e sei que ontem foi um jogo menos bom", concluiu o treinador.
A Divisão de Honra volta apenas em 2011, com o Grijó a visitar o Rio Tinto.

Classificações - 2ª Nacional Zona Centro


O Coimbrões fecha o ano de 2010 com uma vitória na deslocação ao terreno do União da Serra, equipa que o Coimbrões já conhecia da época anterior, onde a defrontou mas para a Taça de Portugal, perdendo por 3-2 já nos minutos finais do jogo, quando vencia por 1-2. Desta feita, a equipa de Rui França não permitiu reviravolta dos serranos e somou três pontos importantes, que deixam a equipa no sexto lugar da classificação geral, com 19 pontos, os mesmos do Gondomar, o próximo adversário da equipa. O resultado final foi de 0-1, com o golo de Huguinho a dar uma prenda aos adeptos que se deslocaram a Santa Catarina da Serra.


19 de dezembro de 2010

Classificações - 3ª Nacional Série B


O Candal termina o ano de 2010 com um empate, na recepção ao Mondinense a uma bola. A equipa de António Pedro sofreu uma quebra de resultados e nos últimos cinco jogos apenas venceu por uma vez, empatado duas e perdendo outras duas partidas. Para já, isso custou à equipa o primeiro lugar da Série B, ocupado agora pelo Paredes. Quanto aos gaienses, cairam para a terceira posição, com 20 pontos.
O Oliveira do Douro continua a senda de maus resultados. Apesar das mudanças efectuadas na direcção, os resultados continuam a não aparecer e a equipa perdeu este domingo com o Sousense, por três bolas a zero. Agora, com a paragem natalícia, é tempo de reestruturar o plantel para conseguir ainda reentrar na luta pela manutenção.


Classificações - Divisão de Honra


Na Divisão de Honra, o Grijó terminou o ano com uma vitória, como era desejo de Óscar Nogueira, expressado aqui no blog. A equipa recebeu e venceu o Salgueiros 08 por 2-1, com golos de Luís Almeida e Bruno Faria. A equipa grijoense mantem assim o terceiro lugar, continuando na perseguição ao Pedras Rubras, que venceu em Avintes por 1-3, atirando com os gaienses para um incómodo 13º lugar. Já o Arcozelo foi derrotado pelo São Pedro da Cova e mantém o 16º lugar com 10 pontos.


Classificações - 1ª Distrital Série 1


Um jogo com muitos golos e alguns casos, foi o que decorreu no Estádio Prof. Vieira de Carvalho, na Maia. O Serzedo defrontou a turma do Maia-Lidador e trouxe os três pontos, ao vencer por 4-5 a equipa maiata. Foi um jogo louco, onde o Serzedo esteve a perder por 3-1, igualou o marcador, voltou a estar em desvantagem por 4-3 e acabou dando a volta  ao texto e vencer então pelos 4-5, com golos de Ricardinho, Bruno Rooney (2), Joãozinho e Bruninho, que fez a sua estreia pelo Serzedo e logo a marcar, mas também a ser expulso, assim como Ricardo com duplo amarelo e Clemente e Diogo com vermelho directo, terminando o Serzedo com sete jogadores em campo. Assim, os comandados de Pedro Dominguez mantêm o segundo lugar conquistado na jornada anterior e viram o ano numa das posições que dá acesso à Divisão de Honra da AF Porto.
O Canidelo também cumpriu o seu papel e deslocou-se a Labruge, onde acabou por vencer por duas bolas a zero, com golos de Carlos Pinto e Ricardinho. A equipa de Lé Santos continua assim imperturbavel no primeiro lugar da classificação geral, com mais seis pontos que o Serzedo e vira o ano como o mais forte candidato à subida e à vitória na Série 1.
Gulpilhares e São Félix jogaram entre si, com a vitória a sorrir à equipa de Alfredo Mendes, que assim voltou às vitórias, depois de dois jogos menos bem conseguidos. O Gulpilhares venceu por 2-1 e ascendeu ao 10º lugar, com 21 pontos.
O Perosinho conseguiu fazer aquilo que ainda não tinha conseguido este campeonato: Vencer duas vezes seguidas. A equipa de Allen deu sequência à vitória do último domingo frente ao Gulpilhares e despachou o Foz por 1-2 no terreno deste. Com este resultado, os gaienses sairam da zona de despromoção e ascenderam ao 13º lugar com 17 pontos
Vida complicada parece começar a ter o Valadares. A equipa vai já no terceiro jogo consecutivo a perder, ocupa a última posição e com a derrota de hoje, frente ao Perafita por 1-2, vê já o S. P. Rates, primeira equipa acima da linha de água, a quatro pontos de distância.


Classificações - 1ª Distrital Série 2


O Dragões Sandinenses fechou o ano de 2010 com uma vitória sobre o Crestuma, em mais um dérbi gaiense. Este jogo marcou o início da segunda volta, mas também uma das melhores séries de vitórias dos comandados de Ricardo Jorge: Cinco vitórias consecutivas igualando assim a melhor série da equipa entre as jornadas sete e 11, mas desta feita a equipa apontou 15 golos e não sofreu nenhum. Resultado desta fase, é o primeiro lugar isolado, com 40 pontos e três de vantagem sobre o segundo classificado, o Baião. Quanto ao jogo de hoje, a equipa sandinense derrotou o Crestuma por 0-1, com o golo de Pedrito a surgir aos 78'.
O Leverense não foi além de um empate na recepção ao Leões Seroa e vira o ano no 11º posto, com 23 pontos.


Classificações - 2ª Distrital Série 1


A última jornada antes do final do ano proporcionou uma excelente tarde de futebol aos adeptos que se deslocaram ao Parque Soares dos Reis para assistirem ao jogo entre o Vila FC e o 'Os Lusitanos'. A equipa orientada por Edmundo Duarte deu um excelente espectaculo de futebol e bateu os matosinhenses por 6-1 e com o avançado Jorge Gomes em destaque: Cinco dos seis golos dos vilanovenses foram dele. O outro tento foi apontado por Gerson. Com este excelente resultado, o Vila FC colou-se ao Pedroso no quinto lugar, apesar de os pedrosenses terem vantagem no confronto directo e aumentaram para 11 os jogos sem perder.
O Pedroso entrou numa espiral descendete em termos de resultados e hoje perdeu em casa com o Gondim, por 2-3. A equipa orientada por Manuel Rocha apenas venceu um dos últimos oito jogos, perdendo dois e empatando cinco. Consecuencia directa desta série de maus resultados, é o sexto lugar e já a dez pontos do primeiro classificado, o Sp. Cruz.
O Torrão folgou esta jornada e a AD Vitrine perdeu na deslocação ao campo do Águas Santas, proporcionando assim a segunda vitória à equipa maiata e permitindo-lhe sair do último lugar, agora ocupado pelo São Romão, que foi goleado em casa pelo Cerco do Porto por 2-7.
A próxima jornada disputa-se já no próximo ano, a 2 de Janeiro de 2011.


18 de dezembro de 2010

Óscar Nogueira quer terminar o ano com vitória

O Grijó recebe no próximo domingo, o Salgueiros 08 no último jogo do ano de 2010. A equipa grijoense está numa boa fase, apesar de ocupar a terceira posição da tabela e de ter falhado no último fim-de-semana o segundo lugar ao empatar com o Pedras Rubras, a equipa de Óscar Nogueira vai já no 10º jogo sem qualquer derrota - a última foi contra o líder, Infesta, no início do mês de Outubro. Já o Salgueiros 08, tem feito um campeonato irregular e tendo sido no início da época, a equipa agora orientada por José Manuel Teixeira, candidata à subida, o 11º lugar na classificação com apenas 16 pontos conquistados, deixa alguma desilusão. A equipa vem moralizada pela vitória por 3-0 sobre o Ataense e quererá certamente manter esse registo.
Óscar Nogueira, treinador do Grijó, comentou o jogo para o 'A Bola é Redonda', até porque esta partida tem um sentimento especial, uma vez que o agora técnico, foi jogador do Sport Comércio e Salgueiros: "O Salgueiros é uma boa equipa, não condizente com a sua classificação. É um clube onde joguei seis anos e por isso me diz alguma coisa, apesar de saber que este Salgueiros nada tem haver com o Sport Comercio e Salgueiros do meu tempo. Espero um bom jogo, com muita gente dos dois clubes e ganhar, claro. O grupo está empenhado em chegar á paragem do campeonato com uma vitória".

Pedro Abel - "Esperamos jogo de grande dificuldade"

O Dragões Sandinenses visita no próximo domingo, o sintético do Centro de Estágio de Olival/Crestuma, para defrontar o Crestuma, em jogo que marca o início da segunda volta do campeonato. A equipa de Ricardo Jorge lidera a Série 2 da 1ª distrital, com mais três pontos que o Baião, segundo classificado, enquanto que o Crestuma ocupa a 16ª posição com 15 pontos conquistados.
Pedro Abel, jogador e capitão dos Dragões Sandinenses, acedeu a comentar este jogo para o 'A Bola é Redonda', referindo que "é um dérbi de Gaia, e como todos os dérbis não há favoritos e a imprevisibilidade domina". Contudo, o jogador espera dificuldades, mas também conseguir os três pontos em disputa: "Esperamos um jogo de grande dificuldade onde teremos que ser fortes, correr mais e melhor que o adversário para no fim podermos sair com o resultado que nos interessa, que são os três pontos, não só deste jogo mas de todos os jogos. Vamos manter a seriedade que temos tido até aqui respeitando o adversário ao máximo", disse o médio dos gaienses.
O jogo tem início marcado para as 15h de domingo e será arbitrado por António Lobo. Na primeira volta a equipa de Sandim venceu por 3-0.

Allen - "O único responsavel sou eu"

Allen assumiu responsabilidades pela má primeira volta do Perosinho

O Perosinho não está a efectuar a época que pretendia, já que a equipa assumiu uma luta pela subida de divisão, mas no entanto, está a lutar neste momento pela manutenção na 1ª Distrital. Allen, técnico da equipa gaiense abordou em exclusivo para o 'A Bola é Redonda', esta primeira volta: "As coisas começaram a correr mal logo de início", começou por dizer o treinador, referindo depois que "o plantel é jovem e assim que entra em campo, pensa noutras partidas e basta sofrer o primeiro golo, para baixar a cabeça", relativamente às derrotas que a equipa já averbou nesta primeira volta, 11, e que deixam a equipa num incómodo 17º lugar. Com a subida irremediavelmente perdida, objectivo assumido no início da época, o técnico tira a pressão sobre os jogadores, chamando a si a responsabilidade: "A subida foi um objectivo traçado por nós, equipa, se calhar mais por mim. O único responsável por isso sou eu", mas elogia os seus jogadores: "Ninguém tem nada a apontar a este plantel. São jogadores excelentes e que têm trabalhado bem. Tenho a certeza que a segunda volta vai ser feita à imagem da equipa e que vamos subir muitos lugares na tabela".
A segunda volta começa já no próximo domingo, com uma deslocação ao Foz, equipa que na primeira volta venceu em Gaia por 1-2. Allen espera "a mesma resposta do jogo em Gulpilhares. Fizemos uma primeira volta aquém do esperado, muito abaixo do que tínhamos previsto, mas vamos tentar iniciar bem a segunda volta e fazermos um campeonato oposto à primeira".
Entretanto o técnico anunciou a contratação de um reforço para o meio campo: Diogo chegou do Arcozelo e poderá não ser o único a entrar, visto que Allen quer mais um avançado, sendo certo para o treinador que não haverá saidas de jogadores em Dezembro.