12 de julho de 2010

Entrevista com: Ricardo Silva (Pedrouços)

Ricardo Silva, mais conhecido apenas por Ricardo, está de saída do Candal para rumar ao Pedrouços, equipa que caiu novamente nos distritais esta temporada. Depois de sair do Arcozelo no final da época 2008/09, Ricardo não conseguiu estar ao seu melhor nível, primeiro ao serviço do Ataense, depois ao seviço da turma candalense. Falta de sorte e pouco tempo de jogo são algumas das justificações que o avançado encontra para a falta de sorte. Numa entrevista exclusiva ao 'A Bola é Redonda', o jogador aborda a última época e aquilo que espera da próxima, ao seviço da equipa maiata, abordando também o mau momento que vive o Arcozelo, clube que o jogador representou durante quatro temporadas.


A Bola é Redonda (ABR) - Antes de mais Ricardo queria que me fizesses um balanço da época do Candal.

Ricardo Silva (RS) - Faço um balanço positivo, no entanto penso que poderia ter jogado mais. Em alguns momentos senti-me injustiçado com as escolhas do treinador.


ABR - O que faltou à equipa para esta poder festejar a subida de divisão?

RS - Penso que faltou maturidade. A equipa era muito jovem e isso reflectiu-se na recta final.


ABR - Esse era um objectivo no início da época ou acreditavam que era possível à medida que os resultados iam surgindo?

RS - Fomos acreditando nisso ao longo do tempo. Acho que ninguém pensou em subir no início de época, pois era o ano de estreia do Candal na 3ª divisão.


ABR - Esta época representaste dois clubes completamente diferentes. O Ataense e o Candal. Porque optaste pelo Ataense, quando tinhas uma proposta do Candal desde o final da época anterior?

RS - Em primeiro lugar o Ataense foi a primeira equipa a entrar em contacto comigo e a partir do momento que disse "sim", simplesmente honrei a minha palavra. Tinha vontade de voltar a jogar na 3ª nacional, mas já não podia voltar atrás com a minha palavra.


ABR - Em Dezembro o Candal voltou à carga e acabaste por aceitar. O que mudou desde o início da época?

RS - As coisas no ataense não estavam a correr bem. A classificação não era a desejada e o clube deixou de cumprir com os seus compromissos, por isso foi fácil aceitar a proposta do Candal em Dezembro.


ABR - Quando chegaste a Rei Ramiro, qual foi a tua primeira impressão sobre o clube?

RS - Foi boa. Encontrei um clube com boas condições de trabalho, cumpridor e com muita ambição de ganhar.


ABR - Achas que o facto de Guilherme Baldaia não continuar na próxima época é uma grande perda para o clube?

RS - Penso que não. No futebol os treinadores não ficam muito tempo nos clubes e a saída do mister é vista com naturalidade.


ABR - Desde que saíste do Arcozelo que a tua veia goleadora tem andado algo apagada. O que achas que te tem faltado para marcares mais golos?

RS - Numa primeira fase no Ataense, não estava a jogar na minha posição de origem. Depois, os poucos minutos em Candal e a falta de sorte "fizeram" o resto. Espero para o ano voltar em grande força...


ABR - Penso que já tenhas conhecimento da situação do Arcozelo, que não é muito famosa. Que pensas sobre este assunto?

RS - Fico com imensa pena. Joguei 4 fantásticos anos no Arcozelo, cresci como homem e jogador, subi de divisão e encontrei pessoas muito serias e cumpridoras, por isso é com imensa pena que vejo o estado actual do clube. Espero muito sinceramente que encontrem uma resolução rápida para os seus problemas...


ABR - Esperas um dia ainda voltar a representar o clube?

RS - Não sei. O futuro é uma incógnita. No entanto se voltar, volto de corpo e alma, porque efectivamente tenho um carinho especial pelo clube.


ABR - Sei que estas de saída do Candal e vais jogar no Pedrouços. Confirmas?

RS - Sim, confirmo.


ABR - Sais por opção própria ou foste dispensado pelo clube?

RS - Sinceramente penso que foi uma decisão mútua.


ABR - Como surgiu o convite do Pedrouços?

RS - As boas épocas que fiz na divisão de honra fizeram com que muitos treinadores e presidentes já me conheçam. Era já um jogador referenciado pelo Pedrouços.


ABR - Quais são os objectivos da equipa para esta época, tendo em conta que estão de regresso aos distritais?

RS - Os objectivos passam pela manutenção, no entanto se tivermos oportunidade de disputar a subida de divisão, vamos lutar por isso.

10 comentários:

PedroAbel_7 disse...

Ricardo Silva

Um grande jogador que tem um feiotiozinho bem especial, que se um treinador aproveitar e o trabalhar do melhor modo...garante imensos golos... acompanho e vejo-o marcar golos há imensos anos (mais de 10, e sei que tem um valor enorme... Uma enorme perda para o candal, um grande reforço para o Pedrouços!!


Um testemunho de um colega que cresceu com Ricardo e sobretudo, festejou imesos golos do Ricardo!!

Forte abraço.

e continuação ao Blog.

Raúl Paiva disse...

Ó Pedro, e se ele fosse po Sandim, é que era espectáculo. ;)

Anónimo disse...

Fosga-se e este raul so fala no Sandim ate no zero zero mete colherada. Quanto ao Ricardo é grande jogador eu proprio já o referenciei a varios clubes. o Ricardo teve com um pé no Gulpilhares esta época, engraçado que ele não refira isso na entrevista.
Boa Sorte

Raúl Paiva disse...

Amigo, já diz o velho ditado...
"Quem está mal, muda-se."

Raúl Paiva disse...

Johnny, confirma que o Ricardo jogou no Leça ?

Johnny disse...

Não... Canelas, Arcozelo, Ataense, Candal e agora Pedrouços..

Raúl Paiva disse...

A época em que supostamente teria estado em Leça seria 04/05.
Nessa temporada, o Canelas esteve na III, não ganhou nenhum jogo, e o Ricardo não tava no plantel...

Johnny disse...

Está sim.. vê no zerozero que aparece lá... Falta-me um clube.. Perosinho entre o Canelas e Arcozelo...

PedroAbel_7 disse...

canelas não ganhou nenhum jogo na terceira divisão? humm.... e não o Ricardo não estva lá connosco!! e Não jogou no leça...

Raúl Paiva disse...

Johnny: exacto, faltou-lhe o Perosinho.

Pedro: Temporada 04/05. Aquela temporada em que vocês no máximo tinham apenas um jogador suplente no banco...lembras-te ?
Fizeram seis pontos (seis empates), e tinham jogadores como Bonfim, Pisco, Casqueira, Trajano...